Planejamento financeiro empresarial: como fazer e dicas para ter sucesso

O planejamento financeiro empresarial é indispensável para o crescimento saudável de um negócio. Veja como fazer o seu e dicas para não errar!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play

O planejamento financeiro é uma estratégia usada como guia para as empresas alcançarem suas metas. Já ouviu a frase “se a matemática não funciona, o negócio não roda”? Basicamente, isso significa que  é importante ter estratégias definidas aliadas a um bom investimento para fazer uma empresa dar certo. 

É também o controle financeiro que ajudará a expandir o negócio e a nortear a tomada de decisões, desde as mais simples até as mais complexas, por isso a atenção nesse ponto é fundamental e não deve ser relegada a segundo plano. 

Confira neste artigo o que é planejamento financeiro, como aplicar sua proposta na prática e dicas para não errar no processo!

O que é planejamento financeiro?

O planejamento financeiro empresarial é um conjunto de ferramentas, controles e ações que buscam o gerenciamento de recursos financeiros de uma empresa a fim de alcançar melhores resultados.

Em uma empresa, em vista do faturamento mensal, são planejados as despesas e os investimentos necessários que serão feitos no mês seguinte. O objetivo é suprir as demandas da empresa e gerar os melhores resultados, utilizando os recursos financeiros de forma eficiente. 

Aqui, como o assunto é gestão financeira, estamos falando de um fator decisivo no sucesso de um negócio, visto que é ela que indicará a saúde financeira atual e uma previsão de resultados projetados para os próximos meses. 

As finanças devem ser acompanhadas de perto e com frequência para que não se caminhe no escuro e não comprometa o futuro da operação. Então, tenha em mente que ter um planejamento financeiro empresarial é essencial para qualquer negócio. 

Como fazer um planejamento financeiro empresarial?

Para se fazer um planejamento financeiro empresarial eficiente, existem algumas metodologias. Elas são importantes para dar um suporte maior para a definição de ações estratégicas ou para o ajuste de rota e a correção de erros. 

Não existe uma melhor metodologia, existe aquela que vai melhor se adaptar às suas necessidades, inclusive é possível fazer uma combinação delas. Uma das mais usadas e a Análise SWOTstrengths, weaknesses, opportunities e threats, que significam forças, fraquezas, oportunidades e ameaças – para definição de pontos fortes e fracos em relação à concorrência e a 5W2H – o que será feito, quando, onde, como, por quem, por qual motivo e com que custo.

Outro método é o Ciclo PDCA, que tem quatro etapas e se repete em um padrão de tarefas, aumentando a confiabilidade e segurança de execução. As letras significam Plan (planejar), Do (fazer), Check (checar) e Adjust (ajustar). Vamos conferir um pouco mais sobre cada um deles a seguir!

Análise SWOT

Esse método é eficiente para avaliar o ambiente interno e externo da empresa e encontrar maneiras para crescer no mercado, avaliando oportunidades e ameaças externas. Internamente, a análise SWOT ajuda a identificar forças, que devem ser potencializadas, e fraquezas, que devem ser reduzidas e, se possível, eliminadas. 

Metodologia 5W2H

Essa ferramenta tem como principal objetivo definir o que será feito, porque, onde, quem irá fazer, quando será feito, como e quanto custará. Isso traz mais clareza para os responsáveis pelo projeto. 

Os 5W significam What (o que será feito?), Why (por que será feito?), Where (onde será feito?), When (quando será feito?) e Who (por quem será feito?). Já os 2H são How (como será feito?) e How much (quanto vai custar?).

Ciclo PDCA

Esse ciclo é composto por atividades que devem ser recorrentes, planejadas para não ter um fim determinado. Ou seja, é um processo cíclico. Tudo se inicia com o P, de planejamento, em que o foco é a parte estratégica, de levantamento e análise de dados. 

O passo seguinte é o D, para colocar em ação o que foi planejado no passo anterior. Então, o que for executado deve passar para a próxima etapa, o C, de check, para avaliação. Assim, a última etapa é uma consequência das anteriores, A de ajustes, para corrigir os problemas encontrados. Assim, um novo planejamento é feito, e o ciclo continua. 

Qual a importância do planejamento financeiro?

Ter um bom planejamento financeiro empresarial é o diferencial de uma empresa com um objetivo claro para outra que depende apenas da sorte. Independentemente do ramo de atuação, uma empresa precisa de recursos financeiros para funcionar e por isso a área de finanças tem um papel fundamental na sustentabilidade da organização. 

O planejamento financeiro também é essencial para a tomada de decisões estratégicas e conseguir alcançar os objetivos de curto, médio e longo prazo. É a partir desse plano que o negócio acompanha gastos, faturamento e lucro.

Algumas vantagens das empresas investirem em um planejamento financeiro são:

  • organização do orçamento;
  • previsão da situação financeira;
  • identificação de oportunidades para otimizar recursos;
  • elaboração de um plano de ação.

Plano financeiro de uma empresa: 5 passos para fazer o seu

Uma empresa que cresce direcionada por metas tem maior chance de alcançar o sucesso, por isso, caso você ainda não tenha feito o planejamento financeiro, está na hora de começar. Confira como fazer um plano de finanças bem simples em 5 passos!

  1. Defina metas

O primeiro passo é estabelecer metas de curto, médio e longo prazo, que servirão como norte para as decisões corporativas. Elas podem ser sobre buscar uma maior rentabilidade, aumentar a produtividade ou otimizar algum processo. 

  1. Liste todas as receitas e despesas

Em seguida, é importante definir o orçamento disponível. Ou seja, é indispensável conhecer todos os custos, fixos e variáveis. Custos fixos são aqueles que permanecem os mesmos independentemente do desempenho do negócio, como aluguel e internet. Já os variáveis têm a ver com a performance, como salários e matéria-prima.

Registre todas as entradas e saídas para entender o seu fluxo de caixa. Depois, analise a receita para os próximos períodos, pode ser um semestre, um ano, ou a medida que fizer mais sentido, dependendo do seu planejamento. 

  1. Prepare o orçamento

Um bom orçamento é feito com projeções realistas, relacionadas tanto com os objetivos do negócio quanto com os custos e receitas. Assim, você terá uma visão melhor de como a empresa vai arcar com os custos, quanto capital está em caixa e qual será a meta de vendas para alcançar o que foi planejado.

  1. Elabore um plano de ação

Com o orçamento em mente, é hora de buscar maneiras de cumprir com o planejado. Pense em quais processos devem ser revistos, quais os investimentos precisam ser realizados, se é necessário contratar novos profissionais ou implementar novas metodologias de gestão para otimizar resultados. 

  1. Coloque em prática

Com todas as análises feitas, o último passo é colocar tudo em prática e, aos poucos, medir os resultados, verificar se há oportunidades de melhoria e fazer a correção. 

Erros para evitar na hora de fazer um planejamento financeiro empresarial

Agora que você sabe quais passos precisa seguir para fazer um plano financeiro para o seu negócio, veja alguns erros que devem ser evitados. O mais comum é planejar sem ter um objetivo definido, isso porque apenas com um direcionamento é possível lapidar o processo de tomada de decisões. 

Outro erro que deve ser evitado é a precificação errada dos produtos, já que um mau dimensionamento disso impacta diretamente no caixa do negócio. Ou seja, o preço não pode estar muito acima do praticado no mercado, mas definitivamente não pode estar tão abaixo dos seus concorrentes. 

Juliana Rossi, controller da RD
Juliana Rossi, controller da RD

Outro ponto importante que não pode ser deixado de lado é a visão do gestor financeiro sobre os processos internos. Não é possível estipular um orçamento correto sem estar ciente de todos os custos e despesas da operação e alinhar isso desde o início com as diferentes áreas. 

“Quando a gente recebia uma rodada de investimento, a galera falava ‘nossa, agora vamos gastar, projetos megalomaníacos’, mas a gente tem que saber a hora de gastar, o momento que a empresa está para conseguirmos alocar o recurso da melhor maneira. Então, esse trabalho que a gente faz junto das áreas possibilita que a gente entenda o momento que a área está, o momento que a empresa está, e a gente traduz essas estratégias em números. Além disso, como temos essa visão toda e transita entre as áreas, eu sei o impacta em cada uma”.

Juliana Rossi, Controller da RD Station

Você pensa em como tornar os processos da gestão financeira digitais? Com um box de livros digitais + duas planilhas inteligentes, este kit é resultado da parceria entre Conta Simples e Treasy e te ajudará a navegar pela era digital da gestão financeira de forma estratégica. 

Baixe o material gratuitamente clicando aqui!

Como a Conta Simples pode ajudar a fazer o planejamento financeiro empresarial

A tecnologia pode ser uma grande aliada de todo o processo de fazer, analisar e testar um planejamento financeiro. Daí, a necessidade de o gestor financeiro conhecer e contar com sistemas de gestão, para que o time possa ter mais autonomia para se posicionar estrategicamente nos negócios, participando ativamente das decisões.

Contar com um parceiro estratégico nessa jornada também é fundamental. A Conta Simples tem ferramentas e soluções que tornam a gestão financeira das empresas mais ágil e organizada. Que tal ter mais visibilidade sobre a gestão de despesas e mais controle das finanças? Abra já a sua conta!

Planejamento financeiro empresarial: como fazer e dicas para ter sucesso

Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!