O papel do gestor financeiro na nova economia e seus principais desafios

Veja como as transformações da nova economia estão modificando o papel do gestor financeiro dentro das empresas e quais são os desafios que esse profissional encara diariamente.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest

Não é de hoje que o gestor financeiro é uma das figuras que desempenha um dos papeis mais importantes na manutenção da saúde de uma empresa. Afinal, com uma estrutura complexa e que precisa se manter sustentável, o cuidado com as finanças é imprescindível para o crescimento e a longevidade do negócio, sobretudo, na era digital.

Independentemente do porte ou setor de atuação, o fato é que uma má gestão financeira pode trazer prejuízos irreparáveis para as corporações. Hoje em dia, com o surgimento de novas tecnologias digitais, que ampliam a oferta de recursos e softwares de gestão, o papel do gestor financeiro nas empresas ganha um peso ainda maior e evidencia a necessidade do desenvolvimento de habilidades que englobam tanto aspectos técnicos quanto comportamentais.

Cristina Reis, head de Operações e Negócios e membro do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças de São Paulo (IBEF-SP) e do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), ressalta que o mundo em transformação vem exigindo de todas as organizações, sejam elas pequenas, médias ou grandes, uma superação constante pela sobrevivência aos negócios, que perpassa não só o lucro, mas também a geração de valor. “É nesse ponto que o papel do gestor financeiro e a nova economia se encontram. O gestor financeiro assumiu a função de guardião e responsável por manter os negócios fortes e seguros, para uma posição que precisa viver a estratégia, sempre atento aos movimentos de mercado, liderando e viabilizando projetos e iniciativas pertinentes à nova economia e a consumidor mais exigente”, explica.

Nesse contexto, é fundamental conhecer um pouco mais sobre as atribuições desse profissional na nova economia e seus principais desafios. Saiba mais sobre o assunto nos tópicos a seguir.

O que é a nova economia?

A chegada de novas tecnologias traz novas oportunidades e impactos diretos sobre a gestão das empresas, interferindo na forma como o gestor financeiro desempenha suas funções. Mas, para entender como ela afeta esse profissional, precisamos explicar do que se trata exatamente a nova economia.

Antes de mais nada, precisamos deixar claro que esse termo surgiu já há alguns anos, na década de 80, fazendo referência à mudança causada pela tecnologia e pela chegada da internet no comportamento do consumidor, que passou a focar mais em serviços prestados do que nos produtos oferecidos.

A partir dessa mudança de comportamento, os negócios se viram obrigados a incorporar a inovação como um valor, mantendo-a sempre adequada à realidade atual e às necessidades dos clientes, que, hoje em dia, buscam se relacionar com as marcas e empresas, para além de apenas consumir seus produtos.

mudança de mindset do gestor financeiro

As fintechs, por exemplo, despontaram como empresas que vieram para revolucionar esse conceito de relação empresa e consumidor: “No passado recente, poderíamos dizer que a barreira de entrada para o setor bancário era altíssima, mas as fintechs que o digam! Elas vêm quebrando esse paradigma em resposta às necessidades do mercado de atender os desejos do novo consumidor, incluindo as pequenas e médias empresas, empreendedores e novos modelos de negócios, que, muitas vezes, os bancos tradicionais não conseguiam atender a contento. As empresas da nova economia já nascem com esse propósito, de oferecer valor e inovação ao consumidor final”, pontua Cristina. 

Para deixar o conceito de nova economia mais claro, vamos conhecer seus pilares:

1. Foco no bom relacionamento com o cliente: isso vai além de oferecer um bom atendimento. Atualmente, é fundamental que as empresas saibam lidar com os problemas de forma ágil, criativa e de modo a proporcionar uma experiência boa para o cliente;

2. Inovação: na nova economia, inovar é essencial para as empresas se manterem competitivas no mercado. E, aqui, inovação pode ser relacionada ao uso de tecnologias digitais, como melhorias nos processos operacionais e de produtividade;

3. Uma boa gestão de crises: como, nos dias atuais, tudo muda o tempo todo, estar sempre preparado para as crises é um grande diferencial;

4. Propósitos claros e que contribuam com a sociedade: com consumidores cada vez mais conscientes, a busca por empresas que tenham valores e que contribuam de forma ativa para a sociedade passa a ser muito relevante. Não adianta mais oferecer apenas qualidade, sem se posicionar e defender ideais, como causas ambientais e sociais.

Quem é o gestor financeiro na nova economia e o que ele faz?

Agora que você já sabe o que é a nova economia e os seus pilares, fica mais fácil compreender o papel do gestor financeiro nesse contexto.

Lembrando que o gestor financeiro é o profissional responsável pelo planejamento das finanças da organização, exercendo papel central na estratégia corporativa e nas tomadas de decisão.

Cristina Reis fala sobre desafios do gestor financeiro
Cristina Reis, head de Operações e Negócios e membro do IBEF-SP e IBGC

Na nova economia, por meio de sistemas de informações gerenciais, como os ERPs, o time financeiro tem acesso a dados e indicadores poderosos sobre a situação financeira da empresa, sendo capaz de realizar análises e traçar estratégias de negócio com segurança, a fim de aumentar seus resultados financeiros.

Entre as funções do gestor financeiro, podemos citar:

Saiba mais: Se você busca adotar uma gestão financeira mais estratégica, não pode perder este material. Trata-se do kit do gestor financeiro, fruto de uma parceria entre a Conta Simples e a Treasy

Acesse nosso Kit do gestor financeiro aqui

Principais desafios do gestor financeiro na nova economia

Estamos falando de uma era conectada, com dados circulando em grandes volumes e com leis de proteção bastante rigorosas. Óbvio que esse cenário implica em um controle financeiro mais criterioso e com base em informações confiáveis.

Com isso, surgem desafios muito importantes e que não podem passar despercebidos pelos gestores financeiros.

  • Ser cada vez mais orientado por dados

A tecnologia vem para oferecer mais recursos e ferramentas para a gestão das empresas, sendo capaz de fornecer e cruzar dados de forma poderosa. Isso é crucial para a estratégia do negócio. 

Dessa forma, o gestor financeiro da nova economia precisa saber como interpretar esses números, a fim de identificar oportunidades e traçar planos de ação para o negócio.

  • Estar antenado nas tendências

Para o gestor financeiro da nova economia, entender apenas de finanças não é mais suficiente. É claro que manter as finanças equilibradas e identificar oportunidades de tornar o negócio cada vez mais lucrativo, é fundamental. Mas, esse executivo precisa ir além, estando de olho no mercado, para conhecer as principais tendências.

Afinal, ele também é um agente da transformação e precisa desenvolver uma ampla visão do negócio, com o objetivo de identificar desafios operacionais e sugerir soluções ágeis.

Em relação a isso, Cristina é categórica: “se a nova economia privilegia o alto potencial de crescimento e a lucratividade para os negócios, é fato dizer que eles só prosperam em um ambiente que respira inovação. Portanto, o gestor financeiro precisa desenvolver e promover características que se conectem a este ambiente, valorizando e inserindo esses valores diariamente à cultura organizacional.” 

  • Buscar aprimoramento constante

Com novos poderes, surgem novas responsabilidades. Como, na era digital, tudo muda o tempo todo, o gestor financeiro da nova economia é aquele que está sempre buscando se qualificar e se aprimorar, para atender às necessidades da atualidade.

Viu só como o perfil do CFO muda com a nova economia? Esperamos que nossas dicas sejam úteis para ajudar você e sua empresa a focar na gestão de finanças do futuro. 

Se precisar de um parceiro nesse desafio, a Conta Simples oferece diversas funcionalidades ao CFO e ao departamento financeiro da sua empresa, que facilitam a organização dos gastos e otimizam ações mais estratégicas.

Índice

    Material Gratuito

    Kit do Gestor Financeiro

    Navegue pela era digital da gestão financeira de forma estratégica com esse kit que conta com
    um box de livros digitais + duas planilhas inteligentes e um infográfico completo
    para evitar os gastos fantasmas!

    Kit do Gestor Financeiro (Planilhas + Ebook + Infográfico)