Guia definitivo do Pix para empresas: mitos e verdades sobre o assunto

O Pix para empresas se tornou uma ótima ferramenta pela ausência de taxas de transferência entre CPFs e CNPJs. Entenda mais sobre o assunto!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play
Entenda tudo que você precisa saber sobre o Pix para empresas!
Entenda tudo que você precisa saber sobre o Pix para empresas!

Em funcionamento desde 2020, o Pix para empresas e pessoas físicas trouxe muita praticidade à rotina dos brasileiros, desburocratizando as transferências de dinheiro entre pessoas e pessoas, pessoas e empresas e, claro, empresas e empresas. 

Justamente por essa razão, a ferramenta logo se popularizou, passando a ser bastante utilizada pela sociedade em geral, sobretudo, por conta da ausência de taxas de transferência entre pessoas físicas e de pessoas para empresas.

Com esse recurso, os negócios também passaram a contar com mais uma opção de pagamento além das modalidades tradicionais, como boleto, cartões corporativos e etc. 

Porém, quando falamos de Pix PJ, diferentemente das vantagens oferecidas para pessoas físicas, existem algumas particularidades que podem levantar questionamentos sobre os reais benefícios para os negócios.

Para esclarecer as dúvidas sobre essa modalidade de pagamento, reunimos neste guia definitivo todas as informações que você precisa saber. 

Continue a leitura!

O que é Pix?

Pix é uma modalidade de pagamentos anunciada pelo Banco Central em fevereiro de 2020, que possibilita transferências de dinheiro e pagamentos em tempo real e sem taxa (para pessoas físicas), entre qualquer instituição financeira.

Diferentemente de outros métodos de transferência, como o TED e o DOC, por exemplo, que possuem algumas limitações de horário e taxas para completar as transações, o Pix pode ser realizado de forma simples, ágil e segura, em qualquer dia da semana e em qualquer horário

Com esse recurso, os valores transferidos ficam disponíveis na conta do beneficiado quase instantaneamente, trazendo muito mais comodidade aos usuários.

Como funciona o Pix para empresas?

O Pix para empresas possui as mesmas funcionalidades que as oferecidas para as pessoas físicas. Mas, existem alguns aspectos dessa modalidade que diferenciam os serviços. Vamos conhecê-los!

Primeiramente, precisamos deixar claro que não existem restrições quanto ao tipo de pessoa jurídica para o cadastro no Pix para empresas. Portanto, todos os CNPJs podem habilitar o recurso, desde microempreendedores individuais (MEIs), até grandes negócios.

Em relação à cobrança de taxas sobre as transações realizadas via Pix para empresas, as regras do Banco Central determinam que a ferramenta seja gratuita para MEIs e empresários individuais, com exceção de alguns casos, como, por exemplo, quando há envio de dinheiro por uma venda comercial. 

Entretanto, para pessoas jurídicas que não se enquadram nessas duas modalidades, o recebimento e envio de Pix podem estar sujeitos a taxas, a depender da instituição financeira. Vamos abordar o tema mais adiante.

Quem pode usar o Pix?

Qualquer organização, seja ela de pequeno ou grande porte e independentemente do segmento de atuação, pode utilizar o Pix para empresas. Só é necessário possuir uma conta PJ ou carteira digital vinculada a um banco ou instituição financeira, que ofereça a solução.

Dessa forma, é possível enviar e receber dinheiro entre:

  • Entre pessoas físicas e pessoas jurídicas;
  • Entre empresas;
  • Entre empresas e órgãos do governo.

Chaves Pix PJ

Para a sua empresa aproveitar todos os benefícios do Pix PJ, ela precisa primeiro criar uma chave. O cadastro no Pix é gratuito e pode ser realizado por meio do aplicativo ou Internet Banking de sua instituição financeira. 

Abaixo, listamos as opções de “chaves” para o Pix PJ:

  • CNPJ;
  • Endereço de e-mail;
  • Número de celular;
  • Combinação de letras e números gerada de forma aleatória.

Na modalidade voltada às organizações, é possível fazer o cadastro de até 20 chaves para receber e enviar pagamentos, desde que uma mesma chave não seja utilizada em instituições financeiras diferentes. 

Dessa forma, a empresa que cadastrou seu CNPJ como chave em um banco, por exemplo, não pode utilizá-lo novamente em outro.

Tipos de pagamentos via Pix

Agora que entendemos melhor o conceito de Pix PJ, como solicitar e quem tem direito, chegou a hora de aprofundarmos o conhecimento nos tipos de pagamento que podem ser realizados com esse recurso e que podem tornar o dia a dia da sua empresa ainda mais prático. 

Pix em lote

Na prática, o Pix em lote centraliza várias transações individuais em uma só. Na Conta Simples, por exemplo, isso é realizado por meio de planilhas que são importadas na plataforma. Cada linha da planilha representa uma transação a ser realizada na operação.

Prático, não? O Pix em lote é uma excelente alternativa para as empresas que, normalmente, investem muito tempo organizando e realizando múltiplas transações individuais, desde o pagamento de contas, até transferências de dinheiro para funcionários e fornecedores. 

Pix cobrança

Nesse tipo de pagamento, a empresa gera um QR Code, que será utilizado para o pagamento. Nele, além do valor da transação, a empresa pode inserir a data de vencimento e multas e juros, caso o pagamento da cobrança seja feito em atraso.

Vale ressaltar que o Pix Cobrança também pode ser integrado ao boleto bancário tradicional, constituindo mais uma possibilidade de pagamentos para os usuários. 

Esse tipo de pagamento facilita a gestão financeira da empresa e o dia a dia de quem trabalha com pagamentos em grande quantidade.

Pix Saque e Pix Troco

O Pix Saque possibilita que o usuário realize saques em estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços, além de postos bancários. 

Isso significa que o usuário do Pix Saque pode realizar saques de dinheiro em uma farmácia, loja de departamento ou caixa eletrônico, por exemplo.

O Pix Troco, por sua vez, é relacionado a uma transação comercial ou prestação de serviço. Na prática, isso significa que o usuário pode realizar uma compra num valor X e dar o valor a mais via Pix, para receber o troco em dinheiro.

QR Code Pix

O QR Code Pix é uma alternativa prática para os clientes de um estabelecimento, uma vez que basta ele escanear o QR Code gerado para realizar o pagamento da compra, sem precisar preencher os dados da chave no aplicativo do banco manualmente. 

Assim como a operação realizada via chave, o estabelecimento recebe o dinheiro em poucos segundos após a realização do pagamento pelo QR Code Pix.

Com o  QR Code Pix também é possível usar  o Pix copia e cola, que permite que um código enviado seja transformado em link para pagamento. 

Ou seja, o Pix copia e cola transforma todos os dados da imagem em um código, que pode ser copiado e colado no aplicativo do seu banco para que a transação desejada seja realizada. 

Pix estático

O QR Code Pix estático nada mais é que um código que pode ser utilizado para várias transações. 

Isso quer dizer que, caso o estabelecimento tenha um valor fixo a receber regularmente, ele pode gerar um único código para ser utilizado repetidas vezes.

Pix dinâmico

Também conhecido como Pix Cobrança, o QR Code Pix dinâmico é aquele gerado por cada venda. Dessa forma, em vez de emitir um boleto bancário, o estabelecimento gera um QR Code.

Pix versus outros tipos de pagamentos

O Pix para empresas pode ser mais vantajoso para os negócios. Confira os principais benefícios dessa modalidade de pagamento 

Diferenças entre Pix, TED e DOC

Em resumo, as principais diferenças entre essas três modalidades de pagamentos são as seguintes:

  • O TED tem limitações de horário e dia, que determinam que as transferências só sejam realizadas, de segunda à sexta, até 17h. Isso significa que valores enviados depois desse horário só serão realmente transferidos no dia útil seguinte;
  • Assim como o TED, o DOC possui as mesmas limitações, estipulando, ainda, um limite de R$ 4.999,99 por transação;
  • Já o Pix pode ser realizado em qualquer dia e horário, com o depósito do valor sendo feito de forma instantânea, sem burocracia. Além disso, de forma geral, não há limite máximo para os envios de dinheiro feitos via Pix, já que o valor pode ser ajustado pelo titular da conta. 

Pagamento via Pix ou boleto: Qual o melhor?

O Pix para empresas traz inúmeras comodidades, como rapidez nas transações, baixo custo e segurança. Mas uma dúvida que pode ficar é: o Pix substitui o boleto?

Para muitas empresas, o boleto ainda continua sendo um método de pagamento bastante utilizado. Isso porque ele também traz diversas vantagens, como, por exemplo:

  • Cobrança de juros e multas no vencimento;
  • Facilidade no pagamento, já que o boleto pode ser pago em diversos; estabelecimentos comerciais, sem necessitar que o pagador tenha uma conta bancária;
  • Credibilidade, pois muitos clientes ainda se sentem mais seguros em pagar com boleto do que preencher seus dados de cartão de crédito em um site, por exemplo;
  • Possibilidade de descontos para o pagador, caso o boleto seja pago com antecedência.

Mas, quais são as desvantagens do boleto em relação ao Pix?

As duas principais desvantagens do boleto bancário em relação ao Pix são:

  • A demora para o pagamento cair na conta, pois a confirmação da transação pode demorar até três dias úteis, o que pode impactar na entrega de produtos ou serviços;
  • Desistências, já que o comprador pode refletir após a emissão do boleto se quer realmente finalizar a compra ou não.

Cartão de crédito ou Pix?

Empresas que aceitam pagamentos via cartão de crédito possuem  vantagens semelhantes às do Pix, como a redução da inadimplência, já que, quando o cliente realiza a compra no estabelecimento com o cartão, a empresa que realizou a venda terá a garantia de receber o dinheiro, mesmo que ele deixe de pagar a fatura do banco ou operadora do cartão. 

Esse fator propicia, portanto, a previsibilidade do fluxo de caixa, já que a empresa tem a certeza de que o valor será depositado. 

Porém, uma das principais desvantagens do uso de cartões são as taxas administrativas cobradas pelas operadoras, que podem variar de 2% a 3,5%, trazendo impactos na margem de lucro da empresa. 

Outra desvantagem do cartão é a redução do capital de giro, já que a empresa demora a receber o valor pelos produtos vendidos, com um prazo de pagamento que pode levar mais de um mês.

Por último, mas não menos importante, outra inconveniência do uso de cartões de crédito é a segurança, já que não é raro nos depararmos com casos de fraude e clonagem de cartões, que podem trazer dores de cabeça para as empresas.

Quanto posso transferir e receber via Pix?

As limitações quanto ao envio do Pix variam de acordo com o horário, a instituição financeira e o relacionamento com o cliente.  

Normalmente, entre 6h e 20h, é possível transferir 100% do limite diário ou mensal da conta, desde que haja saldo disponível

Vale ressaltar que esse limite máximo é determinado pela própria instituição financeira e não pode ser menor que o estabelecido para transferências via TED.

No entanto, para as transferências realizadas entre 20h e 6h, o valor máximo é de R$1.000,00 reais, para contas pessoa física e MEI.

Pix para empresas tem taxa?

As transações feitas em Pix para empresas  podem apresentar taxas, que serão definidas pela instituição financeira.

Para a maioria dos bancos e fintechs, é cobrada uma taxa que varia de R$0,99 a R$9,90. Porém, esse valor pode mudar, de acordo com as regras de taxação para cada caso.

Na Conta Simples, o grande diferencial é que o Pix não tem custo. Ou seja, as empresas podem fazer as transações utilizando essa modalidade de pagamento sem pagar por isso. 

Pix PJ é seguro?

O Banco Central garante a segurança de utilização do Pix por pessoas físicas e empresas, tanto quanto TED e DOC, já que segue as mesmas medidas de segurança, como:

  • Sigilo bancário sobre as operações financeiras;
  • Autenticação, ou seja, os bancos solicitam a confirmação de identidade do cliente antes de qualquer transação;
  • Criptografia, que protege informações privadas, com o intuito de impedir que informações da empresa sejam interceptadas.

Quais os benefícios do Pix para empresas?

De modo geral, o Pix para empresas é um método bastante vantajoso aos negócios.

Isso porque, com ele, as operações de envio e recebimento de dinheiro se tornam muito mais fáceis e imediatas, já que podem ser realizadas 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, com o dinheiro caindo na conta quase em tempo real. 

Sem contar que as transações podem ser realizadas em qualquer lugar e entre qualquer instituição financeira, melhorando bastante a experiência de compra do cliente.

Além disso, o Pix para empresas é um método bastante seguro, contando com os mesmos padrões de segurança oferecidos por métodos tradicionais, como TED e DOC. 

E você? Já adotou essa modalidade de pagamento na sua empresa? Sabia que na Conta Simples o Pix não possui tarifas? Conheça a plataforma e os benefícios que ela pode trazer para o seu negócio.

Conta Simples
Conta Simples
A união entre conta PJ, cartão corporativo e software de gestão financeira em um só lugar. Conheça e abra sua conta gratuita!
Conta Simples
Conta Simples
A união entre conta PJ, cartão corporativo e software de gestão financeira em um só lugar. Conheça e abra sua conta gratuita!
Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!