Aceleradora de startups: o que é e como ela pode ajudar um negócio

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play

Diante de cenários cada vez mais desafiadores, a aceleradora de startups surge como uma grande alternativa de crescimento, principalmente, para os estágios iniciais de um negócio. 

No Brasil, segundo a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), são 57 aceleradoras em operação atualmente. Um número pequeno se comparado aos Estados Unidos, com mais de 200 organizações. 

Entre as de maior destaque no mercado global, está a Y Combinator, com um programa de duração de três meses e que apoia startups para melhorarem a apresentação para potenciais investidores.

Considerando a relevância dessa iniciativa, o Simplifica preparou um conteúdo que explica justamente o funcionamento desses programas de aceleração.

Pronto para conferir?

O que é uma aceleradora de startups?

A aceleradora de startups é uma organização que torna mais rápido o crescimento de um negócio com poder de escala logo em seu estágio inicial.

Basicamente, estamos falando de algo que impulsiona uma startup a ultrapassar o seu ponto de equilíbrio, ou seja, a superar aquele momento em que custos e despesas operacionais se igualam à receita. Isso tudo para que o negócio tracione e ganhe mercado.

Esse impulsionamento acontece de diversas formas: por meio de mentorias, networking que amplia a rede de contatos e até mesmo aporte de capital para ajudar a vida financeira desses negócios.

Aceleradora e incubadora: qual é a diferença?

Em resumo, podemos dizer que a aceleradora e a incubadora apresentam algumas diferenças. 

A proposta das aceleradoras é agilizar o crescimento de startups com escalabilidade.

Já as incubadoras têm como objetivo incentivar a inovação e o desenvolvimento de tecnologias disruptivas.

Veja a seguir mais detalhes dessas diferenças:

AceleradoraIncubadora
Focada em empresas com potencial de crescimento rápidoApoia pequenas empresas com necessidades governamentais ou regionais
Aposta em boa ideia e deixa de lado a burocraciaExige um plano de negócio bem fundamentado para conseguir apoio
Tem empreendedores e investidores experientes à sua frenteTem à sua frente gestores experientes na mediação poder público, universidades e empresas
Dá destaque para mentoriaTem como base a consultoria
Fonte: Sebrae

Como funciona uma aceleradora de startups?

O funcionamento de uma aceleradora de startups se baseia em três grandes pilares: a seleção, o compromisso firmado entre aceleradora e startup e a aceleração em si.

Foguete em uma tecla verde simbolizando o trabalho de aceleradora de startups

Geralmente, as startups participam de um processo seletivo que segue critérios e requisitos específicos dos programas de aceleração. Se escolhidas, elas assinam um contrato para receber investimentos e orientações e compartilham parte dos lucros com as aceleradoras. Em seguida, elas recebem treinamentos, mentorias e têm acesso a novas e importantes conexões com profissionais e especialistas de destaque do mercado, ampliando sua rede de contatos.

Durante esse processo, o aprendizado é intenso e intensivo para que os empreendedores consigam solucionar os mais diversos problemas do negócio. 

Quais são as principais aceleradoras de startups no Brasil?

Artemisia

Fomenta negócios sociais, com um programa de aceleração de seis meses que desafia os empreendedores a testarem modelos de negócio e refinarem o impacto social de sua solução em um ambiente colaborativo. Atua desde 2011.

Startup Farm

É considerada uma das aceleradoras mais influentes da América Latina e uma das mais atuantes no Brasil. Ela se destaca pela busca por empresas inovadoras, que utilizem a tecnologia com propostas inteligentes. Também foi fundada em 2011.

Cesar Labs

Os programas de aceleração da Cesar Labs, com sede em Recife, também buscam startups na área de tecnologia, principalmente aquelas que desenvolvem softwares ou hardwares, independentemente do segmento. A empresa oferece uma equipe multidisciplinar e especialista para orientar novos negócios no segmento da tecnologia.

Natália Plascak
Natália Plascak
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em Jornalismo e tem um MBA em Gestão de Mídias Digitais e Inteligência de Negócios pela ESPM. Trabalha com Marketing Digital desde 2017.
Natália Plascak
Natália Plascak
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em Jornalismo e tem um MBA em Gestão de Mídias Digitais e Inteligência de Negócios pela ESPM. Trabalha com Marketing Digital desde 2017.
Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!