Quando um país passa por uma crise financeira, muitos cidadãos perdem seus empregos. Alguns deles, ao experimentarem dificuldades na recolocação, decidem se oficializar como microempreendedores individuais (MEIs). Mas, é possível que exista outro fator. O aumento do interesse por abrir o próprio negócio também pode ter sido causado pelo apoio que o empreendedorismo de pequeno porte vem recebendo.

O que certos microempreendedores querem não é vender produtos. Eles desejam oferecer serviços sobre os quais adquiriram conhecimento ao longo de muitos anos. Por exemplo:

  • Transportar passageiros dentro de um município
  • Cuidar de idosos
  • Elaborar cardápios para festas e eventos corporativos
  • Consertar notebooks e smartphones
  • Vendas de objetos como roupas e bijuterias
  • Prestação de serviços

Essa é a sua situação atual? Certo, mas pode ser também que você não tenha pensado na possibilidade de atuar como MEI, já que desconhece os aspectos que fazem parte da rotina de um trabalhador nessa condição.

Algumas dúvidas que você tem podem ser esclarecidas através do portal do empreendedor. Prestar serviço como MEI para clientes que não estão no Brasil também exige conhecimento sobre questões fiscais. Um questionamento bem comum entre prestadores de serviço como MEI nós iremos abordar aqui. Ele tem a ver com as formas de receber a remuneração pelo trabalho.

Como receber por serviços prestados como MEI?

O ideal é que você receba como MEI logo após concluir o serviço e em dinheiro vivo ou de forma eletrônica (via transferências ou cobranças de cartão). Assim, você evita:

  • Desgaste emocional fazendo cobranças ao cliente devedor
  • Idas a bancos para descontar ou depositar cheques
  • Mais desgaste emocional quando um ou mais cheques são devolvidos pelo banco

Mas nem sempre os clientes correspondem às nossas expectativas, não é? Não desanime. Ter a tecnologia como aliada ajuda! As maquininhas de cartão chegaram com força. Existem muitas opções de maquininhas.

No entanto, ao mesmo tempo em que você usa esse recurso, você pode agregar mais simplicidade à rotina de administração da sua empresa. Por exemplo, já pensou quanto tempo você perde reunindo a documentação exigida pelos bancos para abertura de conta corrente de pessoa jurídica (PJ)?

Aprendendo a receber como MEI através de instituição de pagamento

Uma proposta contemporânea e carregada de comodidade: abrir uma conta digital para MEI em uma instituição de pagamento. Empresas desse tipo não são bancos. Essa é uma das razões pelas quais elas não travam a vida do MEI com burocracias. Elas unem tecnologia e gestão empresarial, apresentando soluções financeiras para microempreendedores e proprietários de pequenas empresas.

Veja o caso da Conta Simples: você abre uma conta digital e pode pedir uma maquininha. Então, poderá receber dos seus clientes com rapidez e segurança.

Receber como MEI em dinheiro vivo

Se os clientes precisarem te pagar em dinheiro, não tem problema. Para depositá-lo basta você gerar um boleto para sua conta e você mesmo o paga usando o dinheiro em espécie recebido de seus clientes e ele será depositado em sua conta.

Receber como MEI através de transferência entre contas digitais

Sua conta digital é facilmente acessada por você através de um aplicativo para smartphone ou pelo computador usando seu navegador. Vamos supor que você tenha prestado serviço para outro MEI que também tenha conta digital Conta Simples. Nesse caso, o seu pagamento pode vir por transferência, uma operação inteiramente gratuita e instantânea.

Receber como MEI através de DOC ou TED

A grande maioria das pessoas sabe que serviços de transferência bancária por DOC ou TED custam caro. Portanto, vamos imaginar que você, MEI, não tem maquininha. Então, você oferece aos seus clientes apenas essas formas alternativas de recolhimento do valor devido. É bem provável que eles optem por outro prestador de serviço.

Sua microempresa pode continuar a receber via DOC ou TED. Com uma conta digital, você deixa seus clientes livres para escolherem pagar em:

  • Dinheiro
  • Cartão de débito ou de crédito na maquininha
  • Boleto
  • Transferência entre contas correntes digitais Conta Simples
  • Remessa de valores por DOC ou TED com tarifas menores

Diversidade e uso inteligente de recursos tecnológicos. Não há dúvida de que mais e mais clientes surgirão, pois será fácil notar a organização e a modernidade da sua empresa.

Deixe uma resposta