Justos & Conta Simples: organização que facilita a governança

Priscilla Martins, head de Finanças Operacionais (FinOps) da Justos, considera Conta Simples uma grande facilitadora para a insurtech
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play

RAIO-X: Justos 

  • Setor: Seguro de carros
  • Tamanho: 50-100 funcionários
  • Rodadas de investimento: Rodada série A com aporte de US$ 35,8 milhões (cerca de R$197 milhões), liderada pela Ribbit Capital e o envolvimento de fundos como Softbank Latin America, GGV, Kaszek Ventures e BigBets. Além dos fundos, houve também a participação de David Vélez, CEO do Nubank, e Carlos Garcia Ottati, CEO da Kavak.

Uma dor recorrente que as startups enfrentam logo no início de sua operação é ter crédito no mercado e conseguir cartões corporativos para fazer os pagamentos necessários para ter o negócio rodando. 

Logo que a Justos (startup de seguros) começou, ela também teve essa dificuldade, mas encontrou a solução nos cartões da Conta Simples. “A gente não tinha um cartão e precisava fazer algumas compras em diferentes áreas da empresa. Trouxemos a Conta Simples com a ideia de ter esse recurso e hoje usamos a plataforma para dar mais facilidade aos pagamentos de cada área”, conta Priscilla Martins, head de Finanças Operacionais (FinOps) da insurtech. 

Os cartões mais utilizados envolvem gastos como assinatura de jornais e softwares, pagamentos de transportadoras, tráfego pago em Facebook e Google, almoços com clientes e fornecedores. “Temos um cartão virtual para cada departamento, com limites mensais respeitando cada orçamento”, revela Priscilla.

Mulher dirigindo carro azul com um símbolo da Justos no canto esquerdo

Fundada em 2021, a startup teve como seu primeiro lançamento o seguro auto, com o diferencial de premiar bons motoristas e o mote de um seguro justo. “Se o motorista dirige bem, tem até 30% de desconto na mensalidade. Nosso seguro é mensal e recorrente. Não é como as outras seguradoras que são anuais. Com essa ideia de melhores motoristas, buscamos também um ambiente melhor, com infinitas possibilidades de melhorias”, explica Martins. 

Seus principais investidores são Ribbit Capital, Softbank Latin America, GGV, Kaszek Ventures e BigBets, que, em 2021, participaram de sua rodada série A com o aporte de quase 36 milhões de dólares. 

“Sabemos que hoje 70% das pessoas que têm carro não têm seguro. Isso acontece pelos mais diversos motivos. Por meio de algoritmos e telemetrics, fazemos análises e conseguimos premiar os melhores motoristas. Começamos na capital paulista. Desde abril deste ano, estamos em todo o estado de São Paulo”, afirma Priscilla.  

Atualmente, a Justos conta com aproximadamente 70 funcionários no mundo todo, incluindo países como Espanha, Brasil, República Dominicana, Portugal e Moçambique. “Somos uma empresa de tech que recruta no mundo todo”, destaca a head de finanças. 

No financeiro, são apenas duas pessoas. “Estamos na fase de implantação de um sistema para tornar os processos menos manuais. Temos um escritório de BPO, que nos ajuda a fazer a parte financeira e de pagamentos e alguns parceiros que nos auxiliam com algumas transações”, revela. 

Facilidade e governança para a Justos

Diante de tamanho desafio, deu para perceber que a Justos não perdeu tempo e escolheu logo uma ferramenta que pudesse ajudar o negócio a ter ordem na casa e ao mesmo tempo não se perder no processo de escalada.

“A Conta Simples foi um facilitador em um momento em que a empresa precisava em termos de meios de pagamento para demandas recorrentes e mais urgentes. A plataforma tem nos ajudado bastante, principalmente na organização dos gastos com a divisão por centros de custo”, garante Priscilla.

Priscilla Martins, head de finanças operacionais da Justos
Priscilla Martins, head de Finanças Operacionas (FinOps) da Justos

Segundo ela, com o passar do tempo, outras vantagens também puderam ser notadas com a adoção das funcionalidades oferecidas. “Ampliamos a utilização da plataforma com pagamentos via Pix e transferências. A conciliação bancária também ficou muito mais fácil, porque sabemos quem são os responsáveis pelos gastos”, ressalta a head. 

Outro ponto lembrado pela líder financeira é a agilidade gerada nos processos por causa da descentralização para controlar melhor os gastos. “Ela também dá mais autonomia, e o financeiro consegue ajudar as áreas a desempenharem suas tarefas de forma mais fluida já que aprovamos o plano de como as áreas vão gastar seus orçamentos. É uma governança que é bem pensada”, acrescenta. 

Natália Plascak
Natália Plascak
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em Jornalismo e tem um MBA em Gestão de Mídias Digitais e Inteligência de Negócios pela ESPM. Trabalha com Marketing Digital desde 2017.
Natália Plascak
Natália Plascak
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em Jornalismo e tem um MBA em Gestão de Mídias Digitais e Inteligência de Negócios pela ESPM. Trabalha com Marketing Digital desde 2017.
Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!