RD Station e Swile revelam o mapa dos fundos: pontos-chave para rodadas de investimento

Raphael Duarte, CFO da RD Station, e João Eduardo Bergamo, da Swile, contam o que pesa nas rodadas de investimento.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest

A jornada de levantamento de capital envolve diversos desafios dentro de uma startup. Quem passa pelas rodadas de investimento sabe que o aprendizado é realmente muito grande, assim como a pressão sobre os times financeiros para deixar tudo em ordem e conseguir os recursos buscados.

Pensando nisso, o Raphael Duarte, CFO da RD Station, e o João Eduardo Bergamo, da Swile, listaram alguns pontos importantes a serem considerados que podem ajudar quem está vivenciando essa experiência.

Recentemente, a startup de benefícios corporativos Swile e a RD Station, focada em programas de automação de marketing digital, vivenciaram grandes rodadas. A Swile, por exemplo, recebeu R$ 200 milhões em investimentos de uma empresa francesa do mesmo setor de benefícios e a RD foi adquirida por R$ 1,86 bilhões pela Totvs, desenvolvedora de softwares de gestão.

Pontos-chave para rodadas de investimento

  • Ter um business plan robusto 

É muito importante, em termos de preparação para as rodadas de investimento, ter um business plan bem elaborado indicando o que será feito com o capital. Sem isso fica difícil até justificar a rodada.

  • Aprender com quem está ao seu redor

As rodadas de investimento também proporcionam um grande aprendizado com as pessoas dentro do próprio negócio. Seja com a experiência do CEO ou com pessoas que já ocuparam cadeiras no financeiro, é possível construir muita coisa boa com essas relações. 

  • Entender que o trabalho só está começando

Muita gente acha que, quando se faz uma captação, logo em seguida dá para ficar tranquilo. Ledo engano. Entenda que o trabalho está só começando depois que a rodada termina.

  • Conhecer o business e o mercado

Outro aspecto relevante nesse momento de rodadas é conhecer bem o business. É preciso ter os números de maneira muito clara e a estratégia pensada, principalmente, olhando para dentro, para o mercado e para os clientes. Um driver muito grande é o cliente, por isso converse com ele, mapeie e traga isso para o jogo.

  • Mostrar o tamanho do mercado

É preciso também mostrar o tamanho do mercado para o investidor perceber o potencial que existe, afinal, o investidor também quer ver o todo. “Além de estar bem preparado, é preciso tentar entender como os fundos pensam.” João Eduardo Bergamo, CFO da Swile.

  • Enxergar avenidas de crescimento e monetização

Você vai agregando outras coisas para compor a sua estratégia e a monetização. É isso que os fundos olham: para onde você quer ir, como você monetiza e como você engaja a sua base.

  • Ir direto ao ponto

Muitas vezes, é necessário olhar para o mercado, saber quais são as barreiras de entrada, ter isso muito bem estudado, mas também ir direto ao ponto. Se quiserem discutir, esteja preparado para isso, mas seja objetivo no que quer passar.

  • Atrair oportunidades

Entender qual é o perfil de Venture Capital que seria bom para o seu negócio e fazer relacionamento com essas pessoas ao ponto de em algum momento sair negócio com elas também é primordial. 

Da mesma forma que os investidores fazem o pipeline deles para buscar potenciais investidas, quem quer o investimento também precisa desse pipeline para entender qual é o tipo de fundo que casa melhor com a dor e o problema a ser resolvido. Parte do capital é o dinheiro, mas outra parte é o conhecimento e o quanto pode alavancar o seu negócio. “Dependendo da fase em que você está, você precisa fazer menos esforço para buscar o investidor. Ele já vem até você. Mas, até chegar nesse ponto, tem muito trabalho.” Raphael Duarte, CFO da RD Station

  • Pesquisar materiais sobre o assunto

Nos dias de hoje, com o interesse maior sobre o tema, há muitos playbooks disponíveis que podem ajudar quem está começando. Lembre-se: há muito material compartilhável que pode ser usado para se aprofundar no assunto.

Gostou das dicas? Já aplica algum desses pontos na sua rodada de investimento? 

Leia mais: Como preparar seu financeiro para aporte de capital
Investimento milionário: Vee Benefícios e RD Station abrem o jogo sobre vida financeira

Índice

    Material Gratuito

    Kit do Gestor Financeiro

    Navegue pela era digital da gestão financeira de forma estratégia com esse kit que conta com
    um box de livros digitais + duas planilhas inteligentes e um infográfico completo
    para evitar os gastos fantasmas!

    Kit do Gestor Financeiro (Planilhas + Ebook + Infográfico)