Como a inovação está transformando o setor financeiro

Como a inovação está transformando o setor financeiro

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Com as medidas de distanciamento social impostas pela pandemia, o setor financeiro tem passado por uma revolução, impulsionada pela rápida digitalização e o avanço tecnológico dos últimos anos. Além da forma como as pessoas realizam pagamentos, os bancos, as empresas de pagamentos, fintechs e gigantes de tecnologia também foram impactadas por essas transformações e tiveram de se adaptar para criar novas soluções.

Uma pesquisa realizada no ano passado pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) mostrou que os bancos aumentaram em 48% os investimentos em tecnologia. E tendências como pagamentos instantâneos, o PIX, o Open Banking e até mesmo o pagamento por rede social, como no caso do WhatsApp, são tendências cada vez mais crescentes no país. 

Outro ponto da pesquisa mostra que o consumidor também está mais digital. As transações bancárias via celular ultrapassaram 50% das operações realizadas pelos brasileiros em 2020, também reflexo da aceleração digital com a pandemia. O estudo também apontou que as fintechs e bancos digitais têm se consolidado cada vez mais no mercado brasileiro. 

O investimento em tecnologia, no entanto, é apenas um dos pilares que vem impulsionando as mudanças no setor financeiro do Brasil e no mundo. A gestão voltada para a inovação tem um papel fundamental no sucesso competitivo no mundo dos investimentos e no setor financeiro como um todo. Inovações que otimizam a experiência do cliente, potencializam a segurança digital e criam estratégias multiplataforma são alguns dos benefícios.

Mas a inovação não é necessária apenas no setor financeiro. Todo o ecossistema corporativo precisa e deve lançar mão na busca de habilidades e ferramentas que visem processos mais modernos. O resultado disso é uma transformação de toda a cultura empresarial e mais poder competitivo, além de mais vantagens para os consumidores. 

Por isso, é essencial que os times financeiros também estejam abertos à inovação. E embora a criatividade e a experimentação costumem ter menos tempo e recursos que o necessário, existem diversas formas de incentivar os colaboradores com experiências e inovações. Segundo Yujin Lee, diretor-executivo de criação da B-Reel, é preciso que as empresas tenham uma cultura forte e um sistema de apoio para que os times se sintam estimulados a crescer.

Leia também: Mercados Futuros

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Receba novos conteúdos toda semana. Fique tranquilo, não vamos lotar sua caixa de entrada!

Postagens Relacionadas

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Empreender é como um jogo de videogame. A cada fase que passa, os desafios e obstáculos ficam mais difíceis. Com o tempo.