Conseguir crédito rápido não é uma tarefa fácil, ainda mais para PMEs por terem menos poderio econômico que as grandes empresas. No entanto, existem algumas opções que poderão ser uma alternativa aos bancos.

As pequenas e médias empresas podem precisar de capital por várias razões. Não é só uma questão de “respirar de alívio” em momentos de crise econômica. O fato de ver o negócio crescer pode levar a uma necessidade de mais capital para expandir a empresa. Para tal as empresas precisam de enfrentar um longo processo burocrático de concessão de crédito.

Mas e se houver uma alternativa aos bancos que lhe permitissem obter um crédito rápido e sem tanta burocracia? Pois é! Aqui vamos mostrar como pode conseguir!

Crédito rápido para PME

 

Existem várias opções de empréstimo, e entre elas algumas são bem mais rápidas e exigem muito menos burocracia. Hoje em dia até pode pedir o seu crédito online, com toda a comodidade.

Aqui tem algumas das melhores opções para conseguir crédito para PME rápido. Confira e escolha a que melhor atende as suas necessidades.

Microcrédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

 

Eles oferecem financiamento a pequenos empreendedores de capital de giro ou investimentos para a produção. Esta transação é feita por um dos operadores e são estes últimos que definem o valor concedido e a taxa de juros a ser aplicada. Para isso os operadores levam em consideração o tipo de negócio, assim como o investimento pedido.

No entanto, para conseguir aceder a essa linha de crédito, precisa ter uma receita bruta igual ou inferior a 360 mil reais por ano.

Apesar de ser uma das linhas de crédito para PMEs mais rápidas e as taxas de juro não tão altas, a verdade é que ainda assim é bem restritivo.

Crédito peer to peer online

 

Outra opção é o financiamento dado em instituições online. Apesar de ser um procedimento recente no Brasil, a procura tem crescido bastante, mesmo com todas as dúvidas que esse tipo de financiamento cause.

Os benefícios do crédito peer to peer online são muitos, e por isso não poderíamos deixar de incluir essa alternativa aqui.

Este tipo de empréstimo consiste no empréstimo de pessoa para pessoa, física e jurídica. Aqueles que têm capital parado decidem investir em outros negócios que estão precisando ampliar os seus negócios.

Todo o processo é feito online, o que torna tudo muito mais simples e rápido também. Basta fazer um cadastro online do seu empreendimento e simular um empréstimo. Poderá avaliar também todas as opções que estão disponíveis na internet.

Com esse tipo de empréstimo consegue taxas de juro que podem chegar a menos 70% das que são praticadas nos bancos. O empréstimo também não tem garantia, não precisa se deslocar para entrevistas e negociações, mas é garantida toda a segurança ao ser financiado por investidores de mercado.

Microcrédito de bancos privados

 

Os empréstimos em bancos privados são outra opção. Existem vários programas de microcrédito para pessoas jurídicas, então avalie todas as opções e escolha a que mais for apropriada ao seu caso.

Esta alternativa tem taxas de juros mais elevadas e também costumam ser mais exigentes quanto a documentos e garantias. No entanto, e apesar de tudo isso, para o empreendedor tradicional pode ser uma alternativa possível.

Existem vários programas que estão voltados para as pequenas e médias empresas nas várias instituições bancárias. Algumas oferecem também orientação de gestão, o que pode ser uma vantagem para a sua empresa.

Fintechs

 

Atualmente as fintechs estão crescendo no Brasil. Esse segmento é muito atrativo para as pequenas e médias empresas, especialmente por oferecerem taxas de juros muito inferiores. A taxa de juros cobrada pelas instituições bancárias é, em média, de 4,5% para microempreendedores. Uma fintech cobra, via de regra, algo em torno dos 1,6 a 2,25% mensais.

Os clientes podem usufruir muito com as fintechs. Além das taxas de juros mais baixas, todo o processo é mais eficiente, e com menos burocracia do que a que se enfrenta nos bancos.

Em 30 minutos apenas uma fintech consegue liberar o crédito para negócios até os 200 mil reais, coisa impensável num pedido de empréstimo no banco, mesmo o menos burocrático.

Uma fintech é uma empresa que está associada e uma instituição financeira, a qual terá de estar autorizada pelo Banco Central. Por isso não falamos de um banco em si, mas de uma empresa. No entanto, o ambiente é altamente regulado.

Etapas a seguir para obter crédito rápido

 

Se você, ainda assim, quiser seguir pelos métodos tradicionais e pedir um crédito em um banco, então deve se atentar na informação que vamos lhe passar agora. Para conseguir obter um crédito rápido para a sua empresa, siga essas etapas.

Necessidade de crédito

 

Antes de qualquer coisa deve avaliar a sua necessidade de crédito. Ter um valor já definido antes de procurar o financiador do crédito é meio caminha andado. Tenha também já definida a finalidade para o uso desse dinheiro e quais as vantagens poderá ter com isso.

Pesquisa e escolha da instituição

 

Depois das duas etapas anteriores concluídas, está na hora de buscar por informações nas várias instituições financeiras sobre as linhas de financiamento que dispõem e quais aquelas que se enquadram às suas necessidades.

Fatores de restrição

 

Todas as instituições financeiras exigem que os seus clientes estejam com os fatores de restrição adequados. Aqui incluímos garantias, situação legal, capital próprio, entre outras.

Plano de negócios

 

Ter um plano de negócios é fundamental para conseguir ver o seu empréstimo aprovado. Para isso deverá mostrar qual o seu projeto ao banco. Em alguns casos o seu projeto poderá ser sujeito a uma ferramenta da instituição para verificar a sua viabilidade.

Pedido de financiamento

 

Por último deve ir à instituição financeira escolhida e se apresentar para o gerente de pessoa jurídica. Apresente todos os documentos necessários, o plano de negócios e as garantias solicitadas.

Depois de ter entregue todas as documentações, o banco fará a análise do seu projeto e lhe dará uma resposta positiva, ou não, quando à concessão do seu crédito.

Algumas dicas

 

Quando pensar em fazer um crédito, sempre priorize os equipamentos e as máquinas. Desta forma consegue usufruir das várias linhas para investimentos fixos. Neste caso os custos são menores, os limites maiores e as garantias são bem facilitadas. Os prazos para pagamento também são alargados.

Procure a instituição financeira que tenha uma relação positiva. Um bom histórico de relacionamento pode beneficiar na hora de conseguir um crédito.

Gostou das nossas dicas? Então dê uma olhada nos outros artigos que temos para você. Temos muitas dicas para que consiga fazer do seu pequeno negócio um sucesso!

Deixe uma resposta