blog_image_produtividade

7 dicas para aumentar o foco e a produtividade

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O home office e o trabalho freelancer como MEI estão em alta quando o assunto é as formas de trabalho mais flexíveis e adaptadas às diferentes realidades. O número de empresas e profissionais que estão aderindo a essas possibilidades é cada vez maior, principalmente com a situação provocada pela COVID-19.

Uma rotina na qual o próprio profissional dita seu ritmo de produção parece incrível para muitas pessoas — e de fato é um modelo cheio de vantagens. Contudo, os desafios também precisam ser lembrados, afinal, é o profissional que precisa precificar o próprio trabalho, gerenciar suas tarefas e separar o trabalho do lazer.

Trabalhar em casa é uma experiência diferente para cada um, por isso, é muito importante saber como aumentar a produtividade respeitando as próprias limitações e outras particularidades. De modo geral, é preciso dar conta de algumas áreas: gestão de tempo, relacionamento com clientes, automação de tarefas e controle financeiro.

Foi pensando nesses aspectos que reunimos 7 estratégias de como aumentar a produtividade com o trabalho remoto para freelancers. Aproveite as dicas e veja como usá-las na sua realidade com o home office.

1. Crie um espaço confortável de trabalho

Ainda há quem imagine a rotina de trabalho home office como a chance de trabalhar sem sair do sofá, deitado na cama ou com o notebook na beira da piscina. Entretanto, é uma visão muito distante da realidade.

Assim como acontece no modelo presencial, quem atua com o trabalho remoto precisa de um ambiente planejado se quiser manter uma constância na entrega de tarefas.

O home office não precisa seguir os padrões das capas de revista, crie um espaço com a sua personalidade e o conforto que você precisa. Encontre um lugar da casa confortável para passar horas trabalhando e do qual você pode “fugir” para aproveitar os intervalos.

Mesa e cadeira confortáveis, iluminação adequada e conforto térmico é o mínimo que precisa para criar um home office produtivo. Mouse e teclado de alta qualidade também tornam você mais ágil.

Some a tudo isso a possibilidade de ter um espaço sem distrações e barulhos em excesso. A dica n° 2 ajuda muito nesse aspecto. Garanta que a sua mente entre no “modo de trabalho” assim que estiver no escritório em casa, ok?

2. Tenha um horário de trabalho fixo

A regularidade é um desafio quando o objetivo é manter um hábito. É um esforço que pode parecer uma barreira quando a atividade a ser mantida é a rotina de trabalho sem casa, principalmente para quem está acostumado com o trabalho presencial. Uma solução simples é ver como você se sai com um horário fixo diário para produzir.

O período da manhã é geralmente o preferido para iniciar os trabalhos com o máximo de foco. Contudo, a experiência mostra que cada um tem o seu período mais produtivo e apenas com o tempo é possível reconhecê-lo para reorganizar a agenda da melhor forma.

Enquanto ainda descobre, experimente manter um horário fixo de trabalho com início pela manhã. Mesmo sabendo que esse pode não ser o período ideal, quanto mais próximo da noite, maior é o número de distrações e atividades paralelas a seu trabalho.

Além disso, quando a noite chega, o corpo recebe o sinal de que é hora de descansar. O hormônio chamado melatonina regula o funcionamento de diversos órgãos com o sono e começa a ser produzido com a menor exposição do corpo à luz solar.

Escolha um horário fixo de acordo com o horário comercial, tipo das 08h às 18h. Caso a produtividade não seja satisfatória, faça adaptações conforme o período com o qual você tem mais disposição para trabalhar, afinal, essa é uma das vantagens de ser freelancer.

3. Use apps para gerir o tempo e as tarefas

É verdade que muita gente consegue manter uma constância na entrega de tarefas e até aumentar a produtividade sem a ajuda de tecnologias adicionais. No entanto, não custa nada — literalmente — tentar uma nova experiência e ver como se sai com os aplicativos de gestão de tempo e tarefas. Quem sabe você não se surpreende?

Embora os aplicativos sejam tecnologias adicionais para a rotina de trabalho, eles ajudam os profissionais em funções que, muitas vezes, são difíceis quando se produz em casa: metrificar a própria produção e automatizar pequenas burocracias.

Metrificar a própria produção nada mais é que acompanhar seu fluxo de trabalho, saber quando foram alcançadas as metas semanais e quando é hora de buscar tarefas para terminar o mês no azul. Você pode buscar um planner ou uma planilha de faturamento. Alguns aplicativos também podem ajudar você a fazer isso, como o Trello e Toggl.

Automatizar pequenas burocracias é deixar que softwares façam obrigações como responder clientes fora do horário de trabalho e centralizar processos de vendas. Para isso, dois programas podem ser úteis: o WhatsApp Business e o Freshsales.

4. Mantenha o controle das finanças

Muitas pessoas se perguntam como fica a organização financeira trabalhando como freelancer, principalmente em períodos de incerteza econômica como nos últimos anos. A resposta mais simples para essa questão é desenvolver disciplina e planejamento.

Disciplina ajuda a criar o hábito de poupar e traçar metas para alcançar quanto precisa para pagar contas, fazer investimentos e curtir hobbies. Planejamento permite que você acompanhe quanto rende o seu trabalho e se antecipe a possíveis problemas. Aplicativos também podem ajudar a organizar o orçamento do mês, como o Minhas Finanças.

5. Entre em acordo com pessoas próximas

Nem sempre é fácil para pessoas próximas entender a dinâmica do home office. Pode demorar até que familiares e amigos assimilem que, mesmo dentro de casa, você precisa do mínimo de interferência quando está trabalhando. Então, dedique alguns minutos para explicar como funciona a sua rotina e como eles podem ajudá-la.

Esse tipo de conversa evita que você recuse convites marcados em horários inoportunos e ainda consiga alcançar as metas que precisa para aumentar a produtividade. Assim, você também se organiza para ter noites e finais de semana livres para atividades de lazer.

6. Transforme a alimentação em uma aliada

Não é mito: a alimentação interfere na sua disposição para trabalhar. Logo, se você seleciona os alimentos certos para ingerir ao longo do dia, corre menos riscos de prejudicar o seu rendimento por conta de preguiça, falta de foco ou baixa resistência física.

É importante não subestimar o poder da alimentação se o seu objetivo é aumentar a produtividade, principalmente se você está produzindo em casa. Uma organização rigorosa pode evitar que os “lanchinhos” substituam as principais refeições do dia. Todo mundo adora essas pequenas beliscadas ao longo do dia, mas isso está longe do ideal.

Se você gosta de produzir de manhã cedinho, nada de comidas pesadas. Alimentos gordurosos deixam a sensação de sonolência. Prefira as opções proteicas que despertam o corpo, como ovos, iogurte natural e queijo coalho.

À noite, realize as refeições algumas horas antes de ir para a cama e prefira as opções mais fáceis de digerir. Esses cuidados ajudam a ter uma noite de sono tranquila. Para aproveitar as horas de descanso, cuidado com o excesso de cafeína ao longo do dia.

Nossa recomendação principal é se consultar com um nutricionista, pois é indispensável seguir uma dieta baseada nas suas particularidades. Contudo, as sugestões que explicamos aqui podem ser úteis para a maioria das pessoas.

7. Evite a sobrecarga

Na rotina de trabalho remoto, uma pessoa com horários fixos de produção às vezes sente a necessidade de fazer uma “hora extra”, dormir mais tarde ou acordar mais cedo que o convencional. O problema é que muitas pessoas demoram para perceber que estão sobrecarregadas. E os sinais se tornam mais graves com o tempo.

Os principais indicadores são dores no corpo, alterações no humor, alimentação desregulada e cansaço frequente. Para evitar chegar a problemas mais graves de saúde, é importante entender que todos têm um limite. E reconhecer e respeitar o seu faz parte da rotina no home office.

Caso contrário, a tendência é cair em um erro muito comum na rotina de trabalho autônomo: pegar mais trabalhos do que consegue realizar e, como consequência, reduzir o nível de qualidade do que é entregue.

Por mais que a vontade de trabalhar seja louvável, cair nesse erro pode manchar sua reputação no mercado. Afinal, ninguém deseja ser conhecido por não cumprir prazos, entregar tarefas mal feitas ou sempre em cima da hora.

A autoanálise pode ajudar a equilibrar os outros aspectos da vida com o trabalho remoto e evitar que os sinais de sobrecarga cheguem a problemas mais graves, como a síndrome de burnout.

Uma dica é avaliar tecnicamente um serviço antes de aceitá-lo. Certifique-se de que ele exige as habilidades e os conhecimentos que você tem. Veja também se o prazo respeita o tempo para produzir com qualidade e se há a possibilidade de estendê-lo se for preciso.

Esperamos que as dicas sejam úteis para sua realidade com o trabalho home office. Como vimos, aumentar a produtividade não precisa ser sinônimo de prejudicar a saúde ou o convívio com quem mais amamos. Com muita disciplina, é possível manter hábitos saudáveis e tirar o máximo proveito de trabalhar sem sair de casa.

banner

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Receba novos conteúdos toda semana. Fique tranquilo, não vamos lotar sua caixa de entrada!

Postagens Relacionadas

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Empreender é como um jogo de videogame. A cada fase que passa, os desafios e obstáculos ficam mais difíceis. Com o tempo.