Um dos mercados mais aquecidos e representativos no Brasil é o do microempreendedor individual, ou simplesmente MEI. Nos últimos anos, o Brasil teve um aumento relevante no número de MEIs. Nos quatro primeiros meses de 2019, houveram mais de 300 mil novas inscrições de pessoas que decidiram aderir às vantagens de um MEI, totalizando mais de 8 milhões de microempreendedores individuais. 

Atualmente, as pequenas empresas respondem por mais de um quarto do PIB (Produto Interno Bruto)  brasileiro. Juntas, as mais de 13,5 milhões de micro e pequenas empresas no País representam 27% do PIB, um resultado que vem crescendo muito nos últimos anos.

Para ajudar você que pode estar pensando em se tornar um MEI ou simplesmente querendo entender quais são as vantagens, preparamos esse artigo que explica tudo o que você precisa saber. Espero que te ajude!

Formalização do próprio negócio

Ao se tornar MEI você passa a ter a o certificado de pessoa jurídica, ou seja, um CNPJ. Com ele você possui o benefício de emitir nota fiscal, ter acesso a crédito destinado à pessoa jurídica e também a possibilidade de abrir um conta PJ no banco.

Facilidade para adquirir um CNPJ

O processo de abertura de um MEI é extremamente simples, basta acessar o portal do empreendedor (link) e seguir o passo a passo indicado. A maior vantagem desse processo é que você termina com um CNPJ em mãos, sem ter que ir passar pela Junta Comercial ou ter que contratar um contador, deixando o processo sem tanta burocracia. 

É importante saber.: O MEI permite apenas um sócio por CNPJ.

Direito a benefícios previdenciários

Sendo um microempreendedor individual (MEI), você possui a vantagem de ter alguns benefícios pela Previdência Social. Alguns deles são: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria por idade ou invalidez (quando necessário). E para a família, os benefícios são auxílio-reclusão e pensão por morte. 

Isenção de Impostos

A isenção de impostos é um dos grandes benefícios, por exemplo, o MEI não precisa pagar  IRPJ, IPI, CSLL, COFINS, PIS e INSS patronal. O valor que deve ser pago é o de 5 reais para ISS (Imposto Sobre Serviços), além de 1 real de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias). 

Obs.: Existe o percentual de 11% sobre o salário mínimo para arcar com os custos de INSS.

Simplicidade no Processo Contábil

Outra grande vantagem de ser MEI é a simplificação no processo de contabilidade, possuindo apenas uma obrigação fiscal, que é a de comprovar que o faturamento anual não ultrapasse o limite de 81 mil reais. Para fazer esse processo, basta apenas fazer uma declaração chamada de Declaração Anual do Simples Nacional – Microempreendedor Individual, ou apenas DASN-MEI. Isso tudo pode ser feito pelo computador, no portal do empreendedor (link). O data limite é 30 de abril. 

Contratação de 1 empregado

Além de todas as vantagens já listadas, a legislação para MEI permite a contratação de um empregado para ajudar no empreendimento, desde que seja pago o salário piso da categoria ou pelo menos um salário mínimo (R$998,00)

Como você deve ter percebido, se tornar um Microempreendedor Individual possui muitas vantagens. Sair da informalidade e se regularizar no mercado empresarial pode trazer novos clientes, mais credibilidade e uma força maior de marca.

Abriu MEI e precisa de uma conta para fazer movimentações? Peça seu convite e abra agora mesmo na Conta Simples. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.