Orçamento empresarial: como fazer?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest

Existem empresas de diferentes tamanhos, perfis, estruturas e segmentos, mas há uma coisa que é igual para todas: a importância de um orçamento empresarial.

Falar sobre essa relevância pode soar até óbvio, mas é exatamente por certos descuidos que muitos negócios acabam passando por dificuldades.

Você já deve ter ouvido o ditado “a diferença mora nos detalhes”. A frase cabe perfeitamente para o orçamento empresarial, que tem como objetivo principal projetar despesas, investimentos e lucros de um período futuro.

Apesar de parecer simples, trata-se de uma demanda que exige foco e visão apurada do negócio, afinal, a projeção realizada a partir de um orçamento deve ser a mais próxima do real possível.

Para isso, é preciso utilizar dados de histórico, de controle de gastos por cada setor, análise de fatores internos e externos, dentre tantos outros passos.

Neste post, separamos os principais pontos que não podem ficar de fora do orçamento de sua empresa. Pronto para conferir?

orçamento empresarial
Administração foto criado por snowing – br.freepik.com


O orçamento empresarial deve ser a base da sua estratégia

Com um orçamento empresarial definido, você consegue ter maior visibilidade da saúde financeira do seu negócio. Com isso em mente, é possível construir um planejamento estratégico assertivo baseado em dados reais da sua empresa.

Engana-se quem pensa que orçamento é apenas uma planilha com vários números. É essencial cumprir o requisito de transparência.

É com esse documento que gestores conseguem acompanhar e comparar os resultados para ajustar a rota, quando for necessário.

Outro ponto que não deve ser esquecido é que o orçamento empresarial também ajuda a promover a sustentabilidade financeira, com estratégias de redução de riscos. Afinal, em tempos de inconstância no mercado, prevenir-se de eventuais imprevistos é o que salva muitos negócios.


5 coisas que não podem faltar no orçamento empresarial

Agora que já ficou mais claro a importância de um orçamento empresarial, é hora de aplicar na prática.

Vale ressaltar que as ferramentas presentes hoje no mercado podem ajudar muito nesse tipo de atividade. Além de otimizar e facilitar o acompanhamento, elas garantem menos erros e agilizam processos.

Leia também: Guia completo de gestão financeira para empreendedores digitais

Existem algumas premissas básicas para um orçamento ser realmente funcional para seu negócio. São requisitos importantes que você deve lembrar na hora de montar seu próximo orçamento.

Caso você já tenha um orçamento em mãos, é hora de revisar e fazer uma boa checagem se ele engloba todos os pontos a seguir. Confira!

Objetivos e metas claras

Em uma corporação, tudo que é feito precisa de um objetivo. Um orçamento deve ser planejado com base em metas reais da companhia. É a partir disso que será possível realizar o acompanhamento e os ajustes no processo.

Imagine que seu objetivo seja aumentar a retenção de clientes em 20%. O seu orçamento deve contemplar esse objetivo no momento de distribuição de recursos.

As áreas, as ferramentas e qualquer custo que vá impactar de forma mais direta passam a ser prioridade no orçamento para que isso aconteça.

Diagnóstico do cenário interno e externo

A sua empresa é impactada pelo que acontece dentro e fora dela. Ter o orçamento coerente com o atual cenário do mercado garante um embasamento real para a distribuição de recursos.

Uma forma de analisar o mercado é por meio de benchmarks com outras empresas do mesmo segmento ou até pesquisas de setores que são realizadas por instituições de dados.

Mas, antes de analisar o meio externo, busque ter um diagnóstico preciso da saúde financeira do seu negócio. O ideal é reunir históricos e relatórios de períodos passados para isso.

Projeção de vendas

Com objetivos e dados reais em mãos, é hora de projetar as vendas do seu orçamento empresarial.

Uma projeção no orçamento nada mais é que determinar a quantidade de vendas esperadas para aquele período.

Normalmente, as estimativas são feitas com base no histórico da empresa, alinhadas às especificidades do seu segmento de atuação – é aqui que entra o diagnóstico externo, por exemplo.

As projeções devem ser reais e possíveis. Por mais que um negócio queira aumentar suas vendas em 200%, se essa expectativa não estiver em acordo com a realidade sua empresa, passa a ser uma projeção falha.

Ter uma projeção mais precisa ajuda toda a companhia na elaboração das estratégias de vendas.



Projeção de custos

Ter um fluxo de caixa saudável é um dos principais objetivos de um orçamento empresarial. Agora que os ganhos da empresa já estão esboçados, é preciso também projetar os custos e as despesas.

Um orçamento deve englobar todos os gastos e também investimentos no negócio. O mais adequado é realizar um orçamento segmentado por área. Isso vai te dar visibilidade sobre quais áreas precisam de mais ou menos recursos.

Essa é uma das etapas mais importantes do processo, pois é onde entra o controle financeiro sobre o que é preciso aumentar, reduzir ou até ser cortado.

Esses custos devem estar dispostos de maneira clara no orçamento. E não esqueça: faça isso sempre com os objetivos e metas da empresa em mente.

No momento de priorização de custos, as metas serão o principal direcionador.

Ajuda da tecnologia


Otimizar recursos e ter controle sobre o caixa do seu negócio não precisa ser uma tarefa complexa. Até porque o orçamento empresarial precisa ser acompanhado de maneira recorrente.

A tecnologia ajuda muito a reduzir os erros na elaboração de um orçamento e consegue potencializar alguns processos, por isso é preciso ter em mente a importância de trazer esse tipo de recurso como aliado.

A Conta Simples, por exemplo, acaba auxiliando muitas empresas quando o assunto é organizar o orçamento. Com a união entre conta digital, múltiplos cartões corporativos e um sistema de gestão de despesas, ela tem como propósito trazer paz para o financeiro.

Com ela, é possível acompanhar de perto o controle de gastos e ter uma visibilidade maior com a funcionalidade de divisão das despesas por centros de custo.

E aí? Pronto para fazer um bom orçamento empresarial?

Índice

    Material Gratuito

    Kit do Gestor Financeiro

    Navegue pela era digital da gestão financeira de forma estratégica com esse kit que conta com
    um box de livros digitais + duas planilhas inteligentes e um infográfico completo
    para evitar os gastos fantasmas!

    Kit do Gestor Financeiro (Planilhas + Ebook + Infográfico)