blog_image_fintech1

O que são as fintechs?

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você já deve ter ouvido falar sobre as fintechs! Difundidas pelo desenvolvimento tecnológico dos últimos anos, esse modelo de startup específica do mercado financeiro vem se popularizando.

Isso porque, cada vez mais as pessoas estão em busca de soluções digitais, principalmente, para tornar os seus negócios eficientes.

Mas claro, tudo isso precisa oferecer muita segurança para os clientes, já que quando o assunto é dinheiro, os cuidados são redobrados.

Quer entender melhor o mundo das fintechs e como elas funcionam? Estamos aqui para desmistificar esse mercado!

O que é uma fintech?

A palavra fintech é derivada de dois termos em inglês: finance e technology. Portanto, uma fintech é um modelo de negócio financeiro e tecnológico.

De uma maneira mais geral, as fintechs são empresas focadas em serviços específicos do setor financeiro.

A parte tecnológica está diretamente ligada ao formato, já que essas empresas são nativas no meio digital.

Portanto, para ser considerada uma fintech, a empresa precisa utilizar modos de operação com alta tecnologia.

Com isso, é possível entender a diferença em relação aos bancos tradicionais, já que as fintechs trazem ao público uma solução digital e tecnológica, sem se preocupar com a adaptação do cliente.

Então, por funcionar em ambiente digital, elas se tornam competitivas, porque oferecem tarifas mais atrativas para o usuário.

As fintechs atuam com soluções digitais, incentivando que os clientes façam todas as suas transações financeiras pelo celular ou computador.

Assim, as fintechs chegam ao mercado para solucionar um problema específico do usuário, mas avançam e se tornam plataformas digitais com outras ferramentas funcionais.

Como as fintechs surgiram?

As fintechs já estão no mercado desde antes do surgimento e da popularização dos celulares e da internet.

Até a década de 50, as pessoas realizavam transações comerciais somente em dinheiro. Mas, com a chegada dos cartões de crédito, cada vez menos as cédulas eram utilizadas.

Foi então que, na década seguinte, as agências bancárias deram lugar aos caixas eletrônicos, que otimizaram o horário de atendimento aos clientes.

Já em 70 começaram a ser testadas as primeiras transações eletrônicas. Então, na década de 80, os bancos passaram a usar sistemas mais sofisticados para o armazenamento de dados.

Os primeiros modelos de e-commerce surgiram em 90, com a chegada da internet. A Amazon, por exemplo, foi criada em 1994.

No final da mesma década, começaram a surgir as plataformas de corretoras de valores e os primeiros home brokers.

Ao longo das últimas décadas, os avanços que podem parecer tímidos à nossa realidade, foram fundamentais para a experiência digital que estamos vivendo.

As fintechs chegaram ao mercado para substituir os bancos tradicionais, oferecendo serviços mais rápidos, simples e baratos para o cliente.

Vale ressaltar que a missão das fintechs é democratizar os serviços financeiros, dando acesso a todos, ocupando lugares onde os bancos não estão alcançando.

Então, podemos aqui citar o exemplo da Conta Simples, uma fintech que chegou no mercado nacional para oportunizar que as empresas tenham acesso a cartões corporativos.

A Conta Simples oferece a possibilidade de as empresas utilizarem múltiplos cartões pré-pago, sem limite de crédito.

As fintechs oferecem soluções digitais para os serviços financeiros.
As fintechs oferecem soluções digitais para os serviços financeiros.

Como as fintechs chegaram no Brasil?

Falando da fintech Conta Simples, é importante entender quando essas empresas chegaram no Brasil e começaram a ganhar o mercado.

Então, foi em 2010 que esse modelo de negócio desembarcou no país, ainda embrionário, com o aplicativo de finanças GuiaBolso.

A ideia da empresa era prestar uma consultoria financeira para as pessoas físicas por meio de um aplicativo, que só veio a ser lançado em 2014.

De lá para cá, o mercado começou a abrir a porta para as fintechs, com empresas focadas no uso da tecnologia para oferecer soluções digitais para os clientes.

Posso acreditar na segurança?

As empresas estão começando a entender a proposta das fintechs e, junto a isso, surgem os questionamentos relacionados à segurança.

No entanto, é importante ressaltar que as fintechs passam pela mesma regulação que os bancos, ou seja, seguem a mesma legislação e estão sob tutela dos órgãos reguladores do mercado financeiro.

Portanto, cabe ao Banco Central a regulamentação dos serviços financeiros prestados pelas empresas do setor.

Alguns serviços ainda são regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Sem as autorizações dos órgãos regulatórios, é impossível uma fintech oferecer os serviços no mercado brasileiro, basta fazer uma consulta ao CNPJ da empresa.

Então, quando falamos de segurança, pelo modelo de negócio digital, elas podem ser até mais seguras que os bancos tradicionais.

Com automatização dos serviços, é possível chegar e armazenar informações rastreáveis em caso de alguma necessidade.

Portanto, na prática, as fintechs estão mais preparadas para atuar nesse mercado online, trazendo benefícios e menos riscos para os seus clientes.

Conta Simples, a sua fintech de gestão financeira

A Conta Simples é uma plataforma digital que oferece soluções financeiras, principalmente para as empresas que atuam no ambiente digital.

Isso porque, essas pequenas e médias empresas de diversas áreas buscam as funcionalidades de múltiplos cartões virtuais e a gestão desses gastos de forma otimizada.

Por isso, essa é a proposta da Conta Simples, oferecer a possibilidade de o cliente gerenciar diversos cartões corporativos para os seus funcionários.

Ao mesmo tempo, também facilita que o empresário tenha maior controle sobre os gastos e, tudo isso, sem precisar de limite de crédito.

Com a provisão de gastos realizada, basta transferir o valor necessário para a conta digital e fazer a divisão do montante destinado a cada cartão.

E não é só isso, a Conta Simples também facilita a vida dos profissionais do setor financeiro das empresas na hora de pagar boletos.

Com a ferramenta de pagamento de boleto em lote, é possível fazer a quitação de até documentos ao mesmo tempo, otimizando o trabalho dentro do setor.

Por isso que vale ressaltar, as fintechs são empresas focadas em soluções para otimizar a vida financeira dos seus clientes.

Simples, não é mesmo? Por isso que as fintechs estão fazendo a diferença na rotina das empresas. Quer simplificar a gestão financeira da sua? Conheça os serviços Conta Simples.

conta digital pj

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Receba novos conteúdos toda semana. Fique tranquilo, não vamos lotar sua caixa de entrada!

Postagens Relacionadas

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Empreender é como um jogo de videogame. A cada fase que passa, os desafios e obstáculos ficam mais difíceis. Com o tempo.