O que é o PIX, o meio de pagamentos instantâneos?

o que é o pix

Se você trabalha com muitas transferências bancárias e produtos financeiros, entender o que é o PIX certamente fará a diferença para a otimização de processos nos próximos meses.

Ainda no início de 2020, o Banco Central noticiou a implantação de um sistema de transferências instantâneas, com a promessa de modernizar e desburocratizar o envio e recebimento de valores em conta.

Com funcionamento previsto a partir de 16 de novembro de 2020, as instituições bancárias já se anteciparam e iniciaram o processo de registro para o uso do PIX, que provavelmente o seu banco já começou a divulgar.

Mas, afinal, o que é o PIX e como ele pode ser útil na jornada bancária dos brasileiros? É sobre isso que vamos falar no dia de hoje para te ajudar a entender um pouco melhor este novo conceito.

O que é o PIX?

O PIX é uma plataforma desenvolvida pelo Banco Central com a finalidade de realizar transferências e pagamentos instantâneos de maneira automática. 

Ou seja, a partir de agora, será possível fazer transferências de valores entre amigos ou até mesmo pagar um boleto em finais de semana e feriados, com o saldo enviado ao destinatário em até 10 segundos. 

No Brasil, quando você precisa enviar ou receber dinheiro de maneira eletrônica, existem duas opções tradicionais: a TED e o DOC. 

Além disso, todas as operações desenvolvidas para pessoas físicas serão realizadas de maneira gratuita, enquanto as pessoas jurídicas terão taxas de operação bastante reduzidas em relação ao mercado atual.

Por que desenvolver um novo sistema? 

Além de pretender modernizar o cenário financeiro do País, o PIX possui uma plataforma de open banking, novo conceito empregado entre as grandes instituições financeiras. 

A partir de novembro, após a implantação do PIX, o envio e recebimento de dinheiro e pagamentos deverá se tornar menos burocrático. 

Isso garante maior facilidade de transferência de dinheiro e ajuda o Brasil no processo de desbancarização financeira, levando em consideração que o País é um dos mais prejudicados em todo o mundo. 

Quais as principais vantagens do PIX?

Conforme comentamos anteriormente, um dos grandes diferenciais do PIX é a redução de custos e disponibilidade dos valores, independente de expediente bancário. 

No entanto, o sistema de pagamentos instantâneos traz outras vantagens que agilizarão e darão ainda mais segurança às transações bancárias. 

Pensando nisso, separamos algumas das principais vantagens sobre o que é o PIX e como ele poderá ajudar o cotidiano dos brasileiros. 

Disponibilidade imediata dos valores 

Realizando qualquer tipo de transferência, você não precisará esperar mais um dia útil para receber a quantia referida. 

Afinal, ela poderá ser feita 24h por dia, durante os 7 dias da semana. 

Velocidade nas operações 

A partir da implantação do PIX, as transferências e pagamentos ganharão maior agilidade.

Assim como comentamos anteriormente, o processo de efetivação de uma transação poderá demorar até 10 segundos. 

Múltiplas possibilidades 

Ao utilizar o PIX, você poderá realizar transferências ilimitadas entre pessoa física e jurídica.

Outro fator importante, será a possibilidade de realizar o pagamento de impostos e de compras em lojas físicas e virtuais diretamente com a chave de acesso que será disponibilizada pela instituição financeira. 

Segurança 

Todas as transações que forem realizadas através do PIX, estarão sob os aspectos de segurança do Sistema Financeiro Nacional.

Como realizar o cadastro para utilização?

Para utilizar o PIX, cada usuário – seja pessoa física ou jurídica – deverá criar uma chave. 

Ao invés de informar dados como agência, conta corrente e CPF, por exemplo, bastará indicar a sua chave PIX. 

Esta chave pode ser o número do CPF, uma conta de e-mail, um número do telefone, e até mesmo um dado aleatório que seja gerado para apenas uma transação. 

Enquanto Pessoa Física, cada titular poderá cadastrar até 5 chaves PIX por conta. 

Já no caso da Pessoa Jurídica, este volume é estendido para até 20 chaves por conta.

Importante dizer que apesar de ser possível cadastrar até 5 (ou 20) chaves por conta, não é permitido cadastrar a mesma chave em contas diferentes. 

Afinal, isso pode gerar conflito nas operações e prejudicar o envio das transferências e pagamentos.

Quando começa o cadastro das chaves?

Até o momento, diferentes instituições financeiras do País já começaram o pré-cadastro para a utilização do PIX.

Entretanto, a partir de 05 de outubro, os interessados já poderão visualizar suas PIX junto aos respectivos. 

Exigências do Banco Central

O Banco Central exige que o cadastro e confirmação das chaves sejam realizados em ambiente eletrônico, através do envio de códigos via SMS ou e-mail. 

Em hipótese alguma é permitido confirmar os dados com links clicáveis, ainda que por estes dois canais.

Métodos de pagamento 

Agora que você já sabe o que é o PIX e suas vantagens, é interessante destacar as possibilidades de uso deste método.

Chave PIX

As chaves PIX serão utilizadas especialmente para a transferência de dinheiro entre contas de bancos diferentes. 

Da mesma forma que titulares de um mesmo banco necessitam apenas dos dados da conta para transferência, os de bancos diferentes precisarão apenas de um número, e-mail ou telefone para realizar o envio do valor.

QR Code

Estabelecimentos que desejarem também poderão utilizar o PIX para facilitar o pagamento de suas vendas, já que será possível contar com o suporte de QR Code.

O QR Code dinâmico é interessante para o pagamento de compras, uma vez que pode receber informações (valores) diferentes a cada transação.

Já o QR Code estático é indicado para transações cujos valores, de um produto, por exemplo, são fixos. Apesar disso, o código pode ser utilizado várias vezes.

Para utilizar e realizar a leitura do QR Code para uso do PIX, basta que o consumidor tenha um smartphone.

Dados bancários tradicionais

Apesar de todo o burburinho sobre o lançamento do PIX e a liberação dos cadastros, devemos lembrar que também será possível aproveitar a agilidade do PIX mesmo sem as chaves.

Neste caso, informando os dados bancários já tradicionais, como número da agência, conta, CPF e códigos de operação, os valores serão disponibilizados na conta de destino em poucos segundos.

E se a regra é utilizar o PIX para facilitar as transações, nada mais indicado do que cadastrar suas chaves para aproveitar a experiência da plataforma da melhor maneira possível.

Como as transferências irão funcionar?

Diferentemente do que ocorre atualmente com as transferências bancárias, os pagamentos pelo PIX não passarão pela intermediação de terceiros. 

Desta forma, o valor sairá diretamente da sua conta corrente e será direcionado para o destinatário de maneira imediata.

No caso do pagamento de boletos, por exemplo, essa rapidez será ainda mais importante para os pagamentos emergenciais. 

Enquanto a compensação de boletos pode levar até 3 dias úteis, dependendo da instituição, o PIX permitirá que a compensação seja de maneira imediata. 

Esse processo, inclusive, foi implantado com o intuito de ajudar os pequenos empreendedores a terem um fluxo de caixa mais rápido e organizado. 

Vale a pena aderir ao PIX? 

Com a popularização dos bancos digitais e dos pagamentos online em todo o mundo, o sistema financeiro brasileiro certamente precisava de um modelo de pagamentos instantâneos.

A implementação do PIX vai de encontro ao uso massivo da tecnologia e das carteiras digitais, seja pelo consumidor final, seja pelos pequenos empreendedores e grandes empresas.

Sendo assim, se você é Pessoa Jurídica e busca mais agilidade para suas vendas, vale considerar o cadastro da sua chave PIX. 

Em uma realidade 100% digital, irão se destacar no mercado os empreendedores que oferecem uma experiência cada vez mais simplificada e isenta de tarifas.

Gostou do conteúdo? Para ficar por dentro de todas as novidades do Conta Simples, não deixe de nos seguir nas redes sociais!

BANNER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *