gestão financeira

As vantagens de uma gestão financeira ágil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O modelo de gestão ágil se popularizou principalmente com a entrada crescente no mercado de startups e empresas nativas digitais. Não é por menos: pesquisa da Workday apontou que as empresas de alto desempenho tinham 10 vezes mais probabilidade de reagir rapidamente às mudanças do mercado, provando que agilidade costuma ser sinônimo de desempenho. 

Apesar de ter sido criada na área de TI, a metodologia ágil tem beneficiado, sobretudo, o setor financeiro. Segundo a VersionOne, a área das finanças já aparece na segunda colocação, com 17%, no ranking de setores que mais adotam a prática. 

Não é à toa. Para criar agilidade em uma organização, os processos precisam ser transformados, e as finanças estão no centro dessa transformação. O departamento financeiro é responsável pelo orçamento, pagamentos, previsão das atividades e todos os processos de planejamento essenciais que mapearão a estratégia do negócio. Com o ritmo das mudanças nos negócios em constante aceleração, as organizações não podem mais depender de orçamentos estáticos para orientar suas decisões ou burocracias com bancos.

A metodologia ágil não tem segredo. Incentiva a inovação e ferramentas mais tecnológicas, como a migração para a nuvem e software. Isso é combinado com automação de processos, equipes mais colaborativas, multifuncionais e autônomas. Para o setor financeiro, significa mais autonomia, escalabilidade, controle e segurança. 

Softwares de gestão de despesas e soluções em nuvem serão, segundo a Gartner, as principais aplicações para os próximos três a cinco anos, principalmente nos pequenos e médios negócios. Os motivos para esse crescimento são devido ao tempo de retorno mais rápido e menor custo — características fundamentais para que equipes financeiras rapidamente realoquem recursos ou identifiquem oportunidades de negócios.

gestão financeira ágil

Com agilidade no centro do negócio, as empresas podem atender a seus clientes melhor e mais rapidamente. Além disso, podem agilizar a entrada no mercado de novos produtos, melhorar sua eficiência interna e reforçar sua gestão de controle. Os riscos, erros e custos também são minimizados — com equipes autônomas para realizar pagamentos e administrar setores por meio de softwares, ganha-se produtividade e eficiência ao mesmo tempo que se evitam atividades repetitivas, como pagar duas vezes uma fatura ou até mesmo esquecer de realizar um pagamento. 

Finanças corporativas mais ágeis também representam processo de fechamento financeiro mais curto. As empresas que conseguem reduzir o processo de geração de relatórios de 25 para 5 ou 10 dias podem entregar resultados financeiros mais rapidamente internamente. Isso permite mais tempo para revisão e análise antes de relatar os resultados às partes interessadas. Pesquisa revelou que o orçamento anual médio leva 77 dias para ser elaborado, enquanto as empresas que implementam o planejamento contínuo têm 1,5 vez mais probabilidade de conseguirem fazer uma reformulação em apenas uma semana, um nível de agilidade que ajuda as empresas a evitarem a desaceleração das outras atividades financeiras do dia a dia. 

A gestão por meio de ferramentas mobile também ajudam a trazer agilidade ao setor financeiro. Expandindo o acesso a informação entre gestores e ao mesmo tempo permitindo o fluxo de trabalho móvel e aprovações de orçamentos e previsões, bem como a entrada de dados. 

A metodologia ágil já faz parte das empresas digitais. Mas deve ser integrada a todos os setores do negócio, inclusive o financeiro, para que os resultados não só sejam de curto ou médio prazo, mas tragam sustentabilidade ao negócio. 

 

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Receba novos conteúdos toda semana. Fique tranquilo, não vamos lotar sua caixa de entrada!

Postagens Relacionadas

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Empreender é como um jogo de videogame. A cada fase que passa, os desafios e obstáculos ficam mais difíceis. Com o tempo.