blog_image_serviços2

Entenda como funciona o setor de serviços financeiros

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Para entender o setor de serviços financeiros, é importante saber que a economia é composta de muitos segmentos diferentes chamados setores.

Esses setores são compostos por diferentes empresas que fornecem bens e serviços aos consumidores.

As empresas agrupadas em um setor fornecem um produto ou serviço semelhante. Por exemplo, empresas que oferecem serviços agrícolas constituem o setor agrícola.

Quando falamos do setor de serviços financeiros, um dos segmentos mais importantes da economia, é essencial entender como ele funciona.

Para te ajudar a entender como funciona esse setor, preparamos esse material completo com tudo que você precisa saber para conhecer essa área tão importante para uma empresa.

Vamos lá?

O que é o setor de serviços financeiros?

O setor de serviços financeiros fornece serviços financeiros tanto a pessoas, como para as empresas.

Portanto, esse segmento da economia é composto por uma variedade de empresas financeiras, incluindo bancos, casas de investimento, credores, financeiras, corretoras imobiliárias e seguradoras.

Com isso, o setor de serviços financeiros é provavelmente o setor mais importante da economia, liderando o mundo em termos de lucros e capitalização de mercado de ações.

Grandes conglomerados dominam esse setor, mas ele também inclui uma gama diversificada de empresas menores.

Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), os serviços financeiros são os processos pelos quais consumidores ou empresas adquirem bens financeiros.

Por exemplo, um provedor de sistema de pagamento oferece um serviço financeiro quando aceita e transfere fundos entre pagadores e destinatários.

Isso inclui contas liquidadas por meio de cartões de crédito e débito, cheques e transferências eletrônicas de fundos.

Portanto, vale ressaltar que as empresas do setor de serviços financeiros têm o objetivo de administrar dinheiro.

Importância do Setor de Serviços Financeiros

O setor de serviços financeiros é o principal motor da economia de uma nação, independente do seu tamanho.

Ele fornece o fluxo livre de capital e liquidez no mercado. Quando o setor está forte, a economia cresce e as empresas desse setor têm mais capacidade para administrar o risco.

A força do setor de serviços financeiros também é importante para a prosperidade da população de um país.

Quando o setor e a economia são fortes, os consumidores geralmente ganham mais. Isso aumenta sua confiança e poder de compra.

Quando precisam de crédito para grandes compras, recorrem ao setor de serviços financeiros para obter empréstimos.

No entanto, se o setor de serviços financeiros falir, pode arrastar a economia de um país e, isso pode levar a uma recessão.

Quando o sistema financeiro começa a entrar em colapso, a economia começa a sofrer. O capital começa a secar à medida que os credores apertam as rédeas dos empréstimos.

Com isso, o desemprego aumenta e os salários podem cair, levando os consumidores a parar de gastar.

Assim, para compensar, os bancos centrais reduzem as taxas de juros para tentar impulsionar o crescimento econômico.

Isso foi principalmente o que aconteceu durante a crise financeira que levou à Grande Recessão da década de 1930.

Serviços bancários

Um conceito importante a ser entendido sobre o setor bancário é que ele é a base do grupo de serviços financeiros.

As preocupações estão voltadas para a poupança e empréstimos diretos, de forma direta.

Enquanto isso, o setor de serviços financeiros incorpora investimentos, seguros, a redistribuição de risco e outras atividades financeiras.

Os serviços bancários são fornecidos por grandes bancos comerciais, bancos comunitários, cooperativas de crédito e outras entidades.

Os bancos auferem receitas principalmente com a diferença entre as taxas de juros cobradas nas contas de crédito e as taxas pagas aos depositantes.

Portanto, os serviços financeiros como esses geram receita principalmente por meio de taxas, comissões e outros métodos, como o spread nas taxas de juros entre empréstimos e depósitos.

Segmentos Bancários

O segmento bancário é composto por três grandes grupos principais, são eles: varejo, comercial e de investimento.

O banco de varejo, é conhecido como o banco do consumidor ou banco pessoal, já que atende mais aos consumidores do que às empresas.

Esses bancos oferecem serviços financeiros personalizados para pessoas físicas, incluindo contas corrente e poupança, empréstimos e cartões de crédito, bem como certos serviços de investimento.

Então, já o banco corporativo, comercial ou empresarial, por outro lado, lida com pequenas e grandes corporações.

No entanto, assim como o banco de varejo, ele fornece serviços de contas e produtos financeiros e de crédito que são ajustados às necessidades específicas das empresas.

Portanto, um banco de investimento normalmente trabalha apenas com negociadores e indivíduos de alto patrimônio líquido e não com o público em geral.

O setor financeiro é o coração da empresa.
O setor financeiro é o coração da empresa.

Serviços de Investimento

As pessoas físicas e jurídicas podem acessar mercados financeiros com ações e títulos por meio de serviços de investimento.

Os corretores, que podem ser pessoas ou serviços automatizados, são os facilitadores da compra e venda de títulos, recebendo uma comissão por seus esforços.

Portanto, os consultores financeiros podem cobrar uma taxa anual, com base em ativos sob gestão do Banco Central.

Com isso, a função desses profissionais é a de realizar as negociações na busca de construir e administrar uma carteira bem diversificada para seus clientes.

Assim, os fundos de hedge, fundos mútuos e parcerias de investimento investem dinheiro nos mercados financeiros e cobram taxas de administração no processo.

Contudo, essas organizações exigem serviços de custódia para negociar e atender seus portfólios, bem como aconselhamento jurídico, de conformidade e marketing.

Então, os fundos de private equity, provedores de capital de risco e investidores anjos fornecem capital de investimento a empresas em troca de participações acionárias ou participação nos lucros.

Portanto, o capital de risco foi especialmente importante para as empresas de tecnologia na década de 1990.

Muito do que acontece nos bastidores na realização de grandes negócios é atribuído a esse grupo.

Serviços de seguros

Ainda dentro do setor de serviços financeiros, outro subsetor muito importante para esse ecossistema é o de seguros.

Isso porque, os serviços de seguro estão disponíveis para diversas finalidades. Entre elas estão:

  • proteção contra morte ou lesão: seguro de vida, seguro de renda por invalidez, seguro saúde;
  • contra perda ou dano de propriedade: seguro residencial, seguro de carro, entre outros;
  • contra responsabilidade ou ação judicial: que estão vinculados às ações judiciais.

No Brasil, a atuação no mercado de seguros é realizada pelos corretores. Esse profissional é o responsável por representar o segurado e fazer a busca pelas apólices ideais.

No entanto, o corretor também tem o papel de avaliar os riscos de assegurar clientes quando está representado ao lado das seguradoras.

Assim, existe também o papel das resseguradoras, que estão no negócio de vender seguros às próprias seguradoras, como forma de ajudar a protegê-las de perdas catastróficas.

Serviços fiscais e contábeis

Esse setor inclui os contadores e serviços de declaração de impostos, serviços de câmbio e transferência eletrônica, e serviços e redes de máquinas de cartão de crédito.

O papel dos contadores é garantir que todos os documentos contábeis de uma empresa estejam regularizados.

Portanto, são eles que fazem os registros financeiros e declarações do balanço, o lucro e perda, declaração, declaração de fluxo de caixa e imposto de renda, por exemplo.

Assim, os contadores também compilam as informações necessárias para preparar os lançamentos nas contas da empresa, documentam as transações financeiras e comerciais ao longo do período.

Os contadores também devem resolver quaisquer discrepâncias ou irregularidades que encontrarem em registros, extratos ou transações documentadas.

Assim, eles normalmente observam os procedimentos de controle de contabilidade estabelecidos por meio de um sistema de contabilidade ou programa de software.

Tarefas dos contadores

No entanto, os contadores geralmente recebem outras tarefas relacionadas a finanças, além de analisar registros e demonstrações financeiras.

Os contadores também têm a tarefa de fazer recomendações a vários departamentos ou funcionários executivos em relação ao uso eficiente dos recursos e procedimentos da empresa.

Isso porque, essas recomendações visam fornecer soluções para preocupações ou problemas financeiros de negócios potencialmente caros.

No entanto, além das funções empresariais, os contadores também orientam e elaboram a declaração de impostos para pessoas físicas.

Eles analisam todos os ativos da empresa, receitas auferidas e pagas ou despesas e passivos previstos para chegar a uma obrigação fiscal total para o ano.

Com a preparação e apresentação de impostos para empresas e pessoas físicas, espera-se que os contadores forneçam uma análise detalhada da eficiência ou ineficiência fiscal.

Contudo, apesar da complexidade do setor de serviços financeiros, eles são essenciais para a saúde da sua empresa.

Portanto, vale a pena conhecer esse ecossistema para entender como está sendo o funcionamento desses processos dentro dos seus negócios.

Então, vale a pena investir em ferramentas que melhorem o setor de serviços financeiros da sua empresa, como a gestão do fluxo de caixa e de gastos, não é mesmo? Clique aqui e entenda!

banner cartoes virtuais

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Receba novos conteúdos toda semana. Fique tranquilo, não vamos lotar sua caixa de entrada!

Postagens Relacionadas

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Empreender é como um jogo de videogame. A cada fase que passa, os desafios e obstáculos ficam mais difíceis. Com o tempo.