Vale a pena sair da CLT para começar a empreender?

Abrir o seu próprio negócio é um sonho, mas você ainda tem dificuldade para decidir entre empreendedorismo x CLT? Esse artigo é para você!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play

Muita gente sonha em deixar a vida de empregado e ser o dono da própria empresa. Porém, são poucos os que chegam a realizar esse desejo. A preocupação mais comum é se realmente vale a pena sair da CLT para investir em um empreendimento próprio

Seja qual for o motivo que faça com que as pessoas optem pelo empreendedorismo, a grande vantagem de ser o próprio patrão é poder fazer aquilo que gosta. Embora isso não garanta o sucesso, existe um caminho para trilhar se você quer ter um negócio bem-sucedido. 

Existem diferenças importantes entre CLT e empreendedorismo, então, se essa mudança estiver nos seus planos, este texto é para você!

empreendedorismo-x-CLT-startups-fever

Qual a diferença entre Empreendedorismo x CLT?

Antes mesmo de falar sobre a diferença entre empreendedorismo x CLT, o Simplifica ressalta que não existe opção melhor ou pior. O que vai indicar o que mais vai te fazer feliz é o seu perfil profissional e seus objetivos de vida. Tanto o trabalho com carteira assinada quanto o negócio próprio tem suas vantagens, desvantagens e desafios. 

O “trabalhador CLT” ou trabalho de carteira assinada, é aquele regulamentado pela CLT, a Consolidação das Leis Trabalhistas. Ele tem características como direitos trabalhistas, remuneração mensal, horários fixos, férias programadas e outros benefícios corporativos, como 13º salário, vale-alimentação ou refeição e plano de saúde. 

Já o empreendedorismo é caracterizado principalmente pela independência e liberdade. Você tem mais responsabilidade, pode tomar decisões com mais autonomia e contratar sua própria equipe. Há também a possibilidade de ganhos financeiros maiores e trabalhar com aquilo que ama de verdade. Os horários de trabalho são mais flexíveis, assim como a remuneração alcançada.

Como conciliar CLT e empreendedorismo?

Se você trabalha hoje como CLT e pensa em empreender, provavelmente já se fez essa pergunta. A resposta, mais uma vez, não é exata. Algumas pessoas conseguem manter o equilíbrio nas duas rotinas, o que requer muito mais esforço, mas outras preferem escolher uma ou outra.

No entanto, se você pretende encarar essa jornada, aqui vão algumas dicas!

5 dicas para conseguir equilibrar empreendedorismo x CLT

Apesar de não existir um manual de instruções para conseguir fazer a conciliação entre empreendedorismo x CLT, separamos algumas dicas para ajudar quem está pensando nisso!

1. Tenha paixão pelo empreendimento

Seja apaixonado pela causa! Se você não for, a iniciativa para manter o empreendimento é ainda mais difícil. Se você gosta do que faz, vai desempenhar a energia necessária para lidar com o trabalho.

2. Invista em organização e eficiência

Para manter duas jornadas de trabalho, a organização e a eficiência têm que ser suas melhores amigas. Tenha ciência de que você terá que fazer diversas coisas ao mesmo tempo — e precisará fazê-las bem. Converse com as pessoas e analise feedbacks do seu trabalho.

3. Não se esqueça da ética

Como empreendedor, você precisa ter em mente que, enquanto trabalha as horas dedicadas ao seu empregador pela CLT, esse tempo não pode ser usado para benefício próprio, pois seria antiético. O ideal é conversar com seu patrão e dizer que está abrindo seu próprio negócio, assegurando que a produtividade continuará a mesma. Não deixe que o chefe descubra pelos outros. 

4. Treine adequadamente e confie nos outros

Como parte do seu tempo será dedicado ao emprego da CLT, é necessário treinar pessoas para terceirizar algumas tarefas do seu negócio. Você vai ter que confiar em colaboradores para cargos de gerência ou liderança ao longo do dia. E, mesmo com uma renda mensal fixa do emprego, busque ajuda de consultores e órgãos, como o Sebrae, por exemplo. 

5. Tenha muita disposição

Por fim, tenha muita disposição! A jornada dupla vai requerer um cuidado especial com a saúde física e emocional. É importante não deixar que isso atrapalhe tanto o trabalho com a CLT quanto o seu empreendedorismo. Sua empresa só irá decolar se você investir tempo nela, então não adianta se esforçar menos porque ainda não está dando o retorno esperado.

Vantagens e desvantagens do empreendedorismo e da CLT

empreendedorismo x clt
Veja quais as principais vantagens de cada modelo de trabalho!

Quando é a hora certa de largar o emprego?

Ainda que não exista uma fórmula ideal para entender quando é a hora certa de escolher entre empreendedorismo x CLT, trouxemos quatro indícios que podem sugerir que este é o momento! 

1. Você está descontente com o seu trabalho

A primeira coisa que você pensa na segunda-feira é “tomara que sexta-feira chegue logo”? Isso pode indicar uma insatisfação. Com recorrência, pode ser um alerta que a vida de funcionário não corresponde mais aos seus objetivos de carreira

Sabemos que durante a jornada de trabalho temos bons e maus momentos, mas, caso não haja perspectiva de mudança, talvez seja o ponto final para o estilo de vida de funcionário.

2. Você quer fazer algo que não é possível no emprego

Você já teve uma ideia ótima, mas que logo foi descartada pela empresa? Ao longo da carreira, o futuro empreendedor descobre outras motivações profissionais e tenta adaptá-las à realidade atual, mas nem sempre isso é bem-visto pelo atual empregador, pois não é a visão que ele tem para o negócio. 

A sensação de que você possui uma missão também pode ser vista como um propósito. É subjetivo, mas podemos considerar como um sinal de que está na hora de colocar o seu sonho em prática. 

3. Você já mostra que sabe empreender, mesmo sendo funcionário

Você movimenta e inspira seus colegas? Soluciona problemas com o apoio deles? Transita entre departamentos da empresa? Lidera processos que oficialmente você não chefia? 

Se a sua resposta foi sim para a maioria dessas perguntas, já está no caminho para desempenhar o papel de um empresário, que é de assumir várias responsabilidades dentro de um empreendimento.

4. Sua empresa já está se estabelecendo no mercado

Cada dia que passa, você alcança mais clientes e é mais conhecido pelo seu público-alvo. O dinheiro começa a entrar na conta. Esse é um grande sinal de que pode estar na hora de dedicar-se exclusivamente ao seu negócio. 

O sinal mais claro vem da sua empresa: quando ela inicia um crescimento acelerado, cabe a você definir se vai ou não aproveitar essa oportunidade. 

O que fazer na hora de largar o emprego para empreender?

Você chegou até aqui e decidiu que o empreendedorismo é realmente o seu sonho e vai segui-lo. Então, como se preparar para deixar o emprego atual e se dedicar de forma exclusiva para seu próprio negócio? O Simplifica sugere que, ao decidir empreender, você:

1. Analise bem seus motivos

Já falamos sobre este ponto, mas é sempre bom ter em mente que ter um propósito é essencial para o sucesso de um negócio. Entenda se esse é um desejo genuíno ou é apenas fruto de uma fase difícil momentânea. 

2. Planeje sua vida financeira

Outro ponto importante é entender que o seu negócio pode não dar tanto lucro nos primeiros meses, que geralmente são de investimento no produto ou serviço, devido ao tempo de maturação. 

Então, tenha uma boa reserva financeira para não faltar dinheiro para suas contas e vida pessoal. Inclua nesse planejamento os custos de implantação e manutenção do negócio, que deve contar um capital de giro

3. Programe sua saída do emprego

Não é recomendado que você inicie a sua jornada no empreendedorismo mentindo para o seu atual patrão. Por isso, planeje também a sua saída do emprego, cumprindo um eventual aviso prévio e finalizando suas atividades, de modo a deixar as portas abertas na empresa.

Pense se precisa de um período de descanso entre sair da CLT e começar a se dedicar ao seu próprio negócio, reflita sobre como será o seu dia a dia e trabalhe no plano de negócios e outras pesquisas que precisam ser feitas. 

4. Prepare-se para o período de maturação

Além do preparo financeiro, também existe o preparo psicológico. Os primeiros passos de uma nova empresa geralmente são mais lentos, por isso o negócio demora um pouco mais na maturação. Então, esteja preparado para as despesas que sempre chegam, mas nem sempre são acompanhadas de lucro.

Também tenha noção de que, no início, você vai ter poucos clientes e vender menos, o que é normal até que a empresa engrene. Até as franquias precisam de um tempo para se fortalecer e se solidificar, atraindo uma boa quantidade de consumidores.

5. Estude o mercado

Todo grande empreendedor também é um grande estudioso, já que é essencial a busca por informações que vão subsidiar suas escolhas no empreendimento. Por isso, estude bastante o mercado que almeja atuar, conheça seu público e seus concorrentes

Você é seu chefe agora, então, saiba lidar com seus colaboradores e parceiros. A gestão de pessoas é essencial para seu sucesso. Também estude bastante a parte financeira do negócio e suas burocracias.

E se der errado?

Talvez uma das suas maiores dúvidas seja essa: e se eu fizer a escolha errada? Continuar na CLT e seguir insatisfeito ou optar pelo caminho do empreendedorismo e falhar. Marcela Quintella, co-founder e COO da Education Journey, recomenda que você não deve ter medo do fracasso. “Tenha medo de não ter tentado”, afirma a empreendedora. 

Já Sara Raimundo, fundadora e CEO da Unicainstancia, cita três características que ela considera essenciais para um empreendedor de sucesso: 

  • ter memória curta, para passar por situações difíceis e desafiadoras de cabeça erguida; 
  • ser casca-grossa, para saber ouvir filtrando o que é bom e ignorando a parte ruim;
  • ter muita saúde, pensando na saúde mental necessária para tocar um negócio.

E você? Quer começar sua caminhada no empreendedorismo com o pé direito? Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais conteúdos!

O texto acima foi produzido com base na apresentação do painel Da CLT ao empreendedorismo: vale a pena?, do Startups Fever 2022.

Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!