A maioria das pessoas está familiarizada com cartões de crédito destinados à pessoa física. Elas reconhecem que usar esse tipo de cartão tem muitas vantagens. No entanto, com o objetivo de ajudar microempreendedores individuais (MEIs) e pequenos empresários, nosso artigo destaca o cartão de crédito corporativo. Além disso, apresentamos as divergências entre seus dois formatos operacionais: pré-pago e pós-pago.

Seu negócio e o cartão de crédito corporativo

Gestores públicos precisam pagar despesas não tão grandes, que independem de fazer anteriormente uma licitação. Para esses custos, foi planejado o uso de cartão de crédito corporativo.

As micro e pequenas empresas precisam pagar por equipamentos, suprimentos e serviços. São situações que, por vezes, exigem certa dose de flexibilidade. Vamos supor que você é o proprietário de um negócio ou alguém responsável por concretizar uma operação como essa. O que vai fazer?

Você vai efetuar um saque na conta corrente da empresa e pagar em dinheiro? Dependendo das circunstâncias, pode não ser cômodo ou mesmo seguro. Você vai pagar com seu próprio cartão de crédito, ficando temporariamente destituído daquele valor? Não há necessidade. Um cartão de crédito corporativo, associado a uma conta de pessoa jurídica (PJ), é um instrumento que proporciona separar a contabilidade da empresa da sua contabilidade particular.

Dessa forma, você organiza a gestão do fluxo de caixa, pois todas as despesas pagas com o cartão estarão listadas na fatura. Ele também empresta praticidade aos negócios, pois diferentes integrantes da micro ou pequena empresa podem usá-lo de forma independente. Por exemplo, se um membro precisar viajar a trabalho, as despesas dele podem ser cobertas com o uso de uma via do cartão corporativo. Enquanto isso, a outra via permanece na sede, suprindo as eventuais necessidades do negócio. Existem vários tipos de cartão de crédito corporativo aceitos, todos bem aceitos no mercado.

Você conhece bem o cartão de crédito corporativo pré-pago?

Então, você pode argumentar que, se já é complicado conter os gastos pessoais com o cartão de crédito pessoal, imagina fazer isso com um cartão de crédito corporativo! Certo, sua preocupação procede. Um empresário deve agir com disciplina e planejamento ao lidar com o cartão de crédito corporativo. Mas seu receio também pode estar associado ao fato do seu conhecimento se restringir a cartões de crédito pós-pagos.

O cartão de crédito corporativo pós-pago, a modalidade operacional mais difundida, dá chance para o empresário perder o controle dos gastos. Nessa opção, as despesas são pagas após a chegada da fatura. E se a empresa não tiver capital para quitar o valor integral da fatura, terá que experimentar juros exorbitantes. Isso pode comprometer o caixa e encurtar a vida do empreendimento.

Benefícios do cartão de crédito corporativo pré-pago em comparação com o pós-pago

Uma das vantagens do cartão de crédito corporativo pré-pago, quando comparado ao pós-pago, é justamente dar mais oportunidade ao empresário de administrar a empresa com sensatez. Nessa modalidade de cartão de crédito, o empresário faz um depósito e estará limitado a gastar até o esgotamento da quantia que depositou. Se precisar gastar mais, terá que fazer uma recarga no cartão.

Existem várias administradoras de cartão de crédito corporativo pré-pago. As vantagens alegadas por cada uma variam muito. A empresa Visa, por exemplo, afirma que os benefícios oferecidos são:

  • Contratação de seguros
  • Serviço de saque emergencial.

Abrindo conta corrente em qualquer banco para obter cartão de crédito, sua empresa terá que arcar com os custos da anuidade do cartão. Esses nem sempre são baixos.

Com um cartão de crédito corporativo pré-pago, sua empresa pagará ao adquiri-lo. Mas, essa taxa será definitivamente inferior ao valor médio cobrado por anuidades de cartão pelos bancos públicos e privados. Além disso, para obter um cartão de crédito, o MEI ou pequeno empresário não precisa cumprir o longo trâmite característico de instituições bancárias. Basta abrir uma conta digital PJ em uma instituição de pagamento como a Conta Simples.

Instituições de pagamento ou fintechs são empresas privadas capacitadas a assessorar financeiramente empresas de pequeno porte, como a sua. Elas não sustentam uma estrutura complexa. Assim, podem investir em tecnologia, apresentando aos clientes aplicativos de smartphone seguros e fáceis de usar. Através deles, os usuários acessam o extrato da conta, fazem transferências e pagamentos. Adquirir cartão de crédito corporativo pré-pago nessas entidades é bem rápido.

A emissão de um ou mais cartões de crédito corporativos pós-pagos custa de 25 a 100 reais em alguns bancos privados. Essa tarifa varia de acordo com a categoria de PJ titular do cartão: Gold, Platinum ou Black. Diferentemente dos bancos, a taxa solicitada é inferior, apenas para cobrir os custos das fintechs como a Conta Simples para que você, empresário, tenha um ou mais cartões corporativos pré-pagos.

A Conta Simples é uma excelente alternativa de empresa parceira para a realização de pagamentos e outras operações de gestão financeira de micro e pequenos empreendimentos. Soluções chegando de forma ágil e desburocratizada. Distante daquilo com o que nos deparamos nos bancos convencionais.

Imagine que você goste de fazer compras online para o seu negócio. Se o seu cartão de crédito corporativo for do tipo pós-pago e, por azar ele for clonado, prepare-se para um problema. Caso você não cancele o cartão a tempo e o limite do cartão for alto, em questão de minutos a empresa pode quebrar. Mas se você tem um cartão de crédito corporativo pré-pago, você faz um carregamento equivalente ao valor da próxima obtenção. Se esse cartão for clonado logo após a compra ter sido feita, o saldo disponível para o fraudador será muito pequeno.

Enfim, procure conhecimento em sites e blogs voltados para o empreendedorismo de pequeno porte. Converse com MEIs que já estão com o empreendimento consolidado. Escolha conscientemente o cartão de crédito corporativo mais adequado para seu negócio.

Deixe uma resposta