Coworking ou escritório próprio? Qual modelo escolher?

coworking ou escritório

Quando abrimos um negócio, nos deparamos com diversos modelos e estruturas de trabalho, como a escolha entre um coworking ou escritório próprio.

A grande questão, é que muitas vezes, não temos um parâmetro específico para definir qual o melhor modelo de negócios para uma empresa que está sendo construída aos poucos.

Se antigamente, era necessário ter um investimento muito alto para manter um negócio em funcionamento, atualmente, existem modelos de negócios, como o próprio home office, que garante mais liberdade e conforto na execução do trabalho.

Desta maneira, pensando em ajudar você, pequeno empreendedor, a montar sua empresa de acordo com a necessidade específica, a Conta Simples preparou este conteúdo para te ajudar a decidir qual o melhor modelo de negócios: Coworking ou escritório próprio?

Sobre o escritório próprio

Antigamente, a visão que se tinha do empreendedorismo era a de obrigatoriamente, ter um escritório próprio para conseguir exercer as atividades, mesmo que no início, seja você o único colaborador da empresa. 

Felizmente, com o avanço da tecnologia e novos modelos de negócios, hoje em dia ter um escritório próprio passou a ser uma opção, e não uma regra exclusiva e absoluta. 

Mesmo assim, ter um escritório próprio faz sentido em alguns momentos da empresa, e claro, dependendo da estrutura do negócio desenhada pelo empreendedor. 

Vantagens do escritório próprio

Se você estiver em dúvida entre um coworking ou escritório próprio, é muito importante que a análise dos pontos positivos e negativos de cada modelo seja levado em consideração. 

Por isso, separamos uma lista de vantagens e desvantagens de cada um desses modelos. 

1. Espaço para reunir os colaboradores

Se você tiver uma equipe já estruturada e precisar ter um relacionamento próximo com todos eles, considerar o modelo de escritório próprio pode fazer bastante sentido.

Afinal, desta maneira além de manter toda a equipe engajada, a produtividade certamente será muito melhor.

2. Clientes procurando de maneira natural

Caso sua empresa seja uma prestadora de serviços com atendimento direto ao público, considerar um espaço para montar o negócio, onde esteja visível aos olhos do seu consumidor, pode fazer parte da estratégia de captação de novos clientes.

Por isso, lojas de rua e pontos bem posicionados costumam ser indicados nesses casos, para que a percepção da marca seja muito maior.

3. Personalização de ambiente

Se a cultura da sua empresa for bastante enraizada com a personalização, o escritório próprio deve ser considerado.

Além de conseguir integrar os colaboradores de maneira mais simples, você poderá transmitir a cultura empresarial de maneira muito mais prática, já que o visual estará sempre presente.

Desvantagens do escritório próprio

Agora, é preciso que você entenda que todos os modelos de negócios possuem seus lados positivos e negativos. Desta maneira, conheça melhor os pontos negativos de ter um escritório próprio para sua empresa.

1. Custos elevados

Se você está iniciando sua empresa, talvez os custos relacionados a um escritório próprio podem ser muito maiores que a receita da empresa em um primeiro momento.

Afinal, você terá, todos os meses, um custo empresarial fixo, além do salário dos colaboradores. Muitas vezes, envolvendo itens como:

  • Água;
  • Luz;
  • Telefone;
  • Internet;
  • IPTU;
  • Condomínio.

E no início de um negócio, muitas vezes não temos uma estrutura ideal para arcar com todos esses custos de uma única vez.

2. Remodelar o espaço

Se você decidir mudar sua empresa de lugar, obrigatoriamente precisará deixá-la da mesma forma que encontrou ao alugar ou comprar o espaço.

Isso, acaba incluindo fatores como pintar paredes de cores neutras, ajustar possíveis adaptações realizadas para a estrutura da empresa e até mesmo, reconstruir espaços de ar condicionado.

Sobre o coworking

O coworking é um modelo de negócios empresarial desenhado para ajudar empreendedores de modo geral, a otimizarem seus espaços e a trabalharem de maneira compacta, seja ela individual ou com um pequeno grupo.

O coworking oferece diferentes modelos de trabalho, como o aluguel de uma estação para trabalho diário ou o aluguel de uma sala para reuniões com os clientes quando necessário.

Além disso, é possível encontrar modelos de coworking em todo o Brasil onde em apenas um espaço, empresas de vários segmentos conseguem trabalhar juntas, já que cada uma delas, é responsável pelo aluguel de uma sala local.

Vantagens do coworking

Se você ainda não sabe quais são os benefícios de trabalhar em em um ambiente como este, separamos algumas razões abaixo para facilitar sua análise sobre qual o melhor modelo de negócios entre coworking ou escritório próprio.

1. Flexibilidade de trabalho

Você pode fazer uso do coworking apenas quando achar necessário, fazendo assim com que a flexibilidade do trabalho seja muito melhor.

Desta forma, você poderá utilizar um espaço para atender clientes específicos ou quando precisar juntar a equipe em um único lugar para fazer uma reunião estratégica, por exemplo.

2. Custos reduzidos

Utilizar o coworking no seu negócio, dependendo da estrutura da empresa, pode ser uma metodologia muito interessante e econômica para trabalhar no médio prazo.

Afinal, você terá o gasto apenas do período em que estiver dentro do ambiente, evitando assim gastos fixos e desnecessário dependendo da fase e maturidade da empresa.

3. Aumenta o networking

Neste ambiente, é possível que você crie um networking muito mais assertivo e favorável aos negócios.

Desta forma, é possível conhecer outros empreendedores que pensam da mesma maneira que você, além de encontrar possíveis parceiros de trabalho complementar aos seus serviços.

Desvantagens do coworking

Mesmo que esse modelo de negócios pareça ter apenas vantagens, precisamos trazer pontos de atenção relacionados entre coworking ou escritório próprio, como:

1. Custos mais caros no longo prazo

Se você pensa em utilizar o coworking todos os dias para a sua empresa, talvez os custos passem a se tornar mais altos por conta do aluguel do espaço. 

Já que, através desta metodologia, você estará alugando um espaço compartilhado de maneira fixa, podendo trazer alguns prejuízos de operação. 

2. Não ter um endereço fixo

Outro ponto de atenção é em relação a receber seus clientes para reuniões. Por exemplo, se sua empresa faz muitas reuniões presenciais, talvez marcar com o seu consumidor em diferentes locais, todas as vezes, não seja uma boa alternativa para mostrar credibilidade nos serviços.

Coworking ou escritório próprio? Qual escolher?

Agora que você já entendeu os principais conceitos que envolvem um coworking ou escritório próprio, é necessário escolher qual o melhor formato para a sua empresa.

Infelizmente, não existe uma resposta certa ou errada. Mas sim, o que funciona melhor para a estrutura da sua empresa.

Para chegar nesta conclusão, faça uma lista de prós e contras entre os dois ambientes e calcule os gastos das operações no longo prazo. Desta maneira, você certamente encontrará uma resposta assertiva.

E sua empresa, possui qual formato? Coworking ou escritório próprio? Deixe sua opinião nos comentários abaixo. 

BANNER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *