Provavelmente você já sabe que a Caixa Econômica Federal (CEF) é um banco público. Bancos públicos oferecem programas que não são encontrados em bancos privados. Um programa administrado pela CEF é o Programa de Integração Social (PIS). O objetivo desse programa é integrar o empregado do setor privado ao desenvolvimento da empresa.

Saber detalhes sobre o PIS é importante para o microempreendedor?. Sim, pois muitos microempresários dependem da contratação de serviços de mão-de-obra. Ou seja, necessitam do trabalho de funcionários. Até você, que se formalizou como microempreendedor individual (MEI), pode ter um empregado.

Como qualquer outro banco, seja público ou privado, a Caixa oferece a possibilidade de abertura de conta corrente de pessoa jurídica (PJ). O titular de uma conta nessa categoria é alguém responsável por uma empresa que pode ser micro, pequena, média ou grande.

O que você deve fazer antes de abrir uma conta microempreendedor da Caixa?

É fundamental que o dono de um micro negócio avalie se a cesta de serviços oferecida pela Caixa é adequada para sua empresa. Os valores das tarifas correspondentes a cada serviço na cesta não se encontram no site desse banco. Dessa forma, é interessante que, antes de ir a uma agência, você a analise com cuidado. Dentro da agência ou ponto de atendimento da Caixa você provavelmente será estimulado a contratar a cesta completa de serviços.

Sua empresa está apta a honrar com as tarifas de manutenção de conta corrente? Se você acredita que ainda não é viável assumir taxas mensais com serviços bancários, não desanime.

Uma alternativa moderna e confiável é abrir uma conta corrente de PJ em uma instituição de pagamento. Essas empresas, chamadas de fintechs, trabalham fazendo a ponte entre a tecnologia digital e a administração financeira de outras empresas. Então, a conta corrente nesse caso é digital. E o melhor: isenta de tarifa de manutenção.

A Conta Simples apresenta aos microempreendedores uma conta corrente digital como artifício de economia para a empresa. Por exemplo, ao ser titular de uma conta digital Conta Simples e fazer transferências para outra Conta Simples, nenhum valor é cobrado pelo serviço. Essa empresa também oferece um cartão de crédito. Com esse tipo de cartão, você realiza as mesmas operações efetuadas com outros cartões de crédito. Efetuar um pagamento, por exemplo, é elementar e descomplicado.

Documentos solicitados pela Caixa para abertura de conta microempreendedor

A CEF requer do microempresário o original e a cópia de uma série de documentos. Citamos apenas alguns deles, pois o restante você consulta no site da Caixa:

  • Documento da constituição da empresa (Contrato social, estatuto ou outro)
  • Comprovante de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ)
  • Comprovante de endereço da empresa
  • Comprovante de endereço dos sócios da empresa ou de seus representantes legais

Se você classifica essa situação como burocrática, está cheio de razão. Porque além de organizar tantos papéis, você ainda terá que procurar algum ponto de atendimento da Caixa. No caso desse banco, não é possível solicitar a abertura de uma conta através do telefone.

O pontapé na vida financeira da sua empresa pode ser dado com mais agilidade e comodidade. A abertura de uma conta digital é uma tarefa simples. Basta você informar alguns dados e enviar foto sua e do seu RG. Você usa o seu próprio smartphone. Quer dizer, abre uma conta para sua microempresa a partir da poltrona da sua casa.

Saldo e extrato da conta microempreendedor da Caixa

Segundo o site da Caixa, o microempreendedor obtém o saldo e o extrato da conta ao ligar para telefones cujos números estão relacionados na página. A Caixa oferece também a possibilidade do correntista usar um aplicativo de smartphone para administrar a própria conta.

Mas, raciocine: se uma conta corrente é digital, por que ela não seria acessada através de um aplicativo de celular? Sim, ela é! Com aplicativos fáceis de usar, o controle do fluxo de caixa da microempresa estará literalmente na sua mão. É só abrir o aplicativo e digitar sua senha. Simples e seguro. Sem limite de consulta, sem nenhuma tarifa adicional.

Microcrédito através da conta microempreendedor da Caixa

É natural que microempreendedores busquem financiamentos para fomentar o desenvolvimento da empresa. A Caixa tem um programa de microcrédito funcionando em uma faixa que vai de R$ 300 até R$ 15 mil. No entanto, o valor aprovado para empréstimo depende de uma avaliação feita pela Caixa da capacidade que o microempresário tem de pagar pelo investimento.

Será mesmo necessário se submeter às regras de uma instituição bancária para conseguir empréstimo? Não, pois muitas mudanças no setor dos negócios e finanças estão abrindo espaço para diversas formas de investimento.

Portanto, amplie seus horizontes. Invista na sua microempresa, mas sem permitir que bancos compliquem a vida dela. Afinal, tudo que o microempresário quer é que o negócio seja próspero e longevo. Não é mesmo?

Deixe uma resposta