O MEI ou Microempreendedor Individual, é o profissional liberal que trabalha por conta própria e decidiu legalizar as suas atividades profissionais. Ele pode contar em seu negócio com apenas um funcionário e ter uma renda anual abaixo de um valor delimitado, reajustado ao longo do tempo.

Dentre as vantagens de se tornar um MEI para o profissional liberal, está a isenção de alguns impostos como o imposto de renda, o PIS, o IPI e o Cofins, devendo pagar apenas um pequeno valor fixo determinado para os MEIs, em regime mensal. Dessa forma, o MEI garante benefícios previdenciários e o seu próprio CNPJ, que vai dar uma maior facilidade a ele, por exemplo, para a emissão de boletos de pagamento, para o fechamento de contratos com órgãos públicos e para a abertura de contas.

Este último item é justamente um dos primeiros passos para todo Microempreendedor Individual que queira tornar a sua atividade legalizada ainda mais profissional e lucrativa: A abertura de uma conta jurídica.

Porque o MEI precisa de uma conta jurídica?

Como trabalhador informal, as suas movimentações financeiras como profissional ficavam todas misturadas às suas finanças pessoais. Com apenas a sua própria conta corrente de pessoa física, o empreendedor podia fazer bem pouco além de receber pelo seu trabalho através de transferências para a sua própria conta corrente ou através do recebimento de cheques, além de realizar os pagamentos de seus fornecedores.

No final do mês, se o MEI quisesse ter um controle maior de todo esse entra e sai de recursos, incluindo sobre que taxas e tarifas eram das suas movimentações pessoais ou de seu negócio, teria que perder um bom tempo anotando e calculando tudo, para que não acabasse com contas equivocadas ao final de cada mês, correndo inclusive o risco de cair na malha fina do imposto de renda.

Mas ao formalizar a sua atividade como Microempreendedor Individual você não precisa mais passar por isso. O seu novo status de MEI permite, com o seu CNPJ, a abertura de uma conta jurídica que vai permitir não apenas separar as finanças pessoais das profissionais, mas contar com uma gama de serviços financeiros e condições muito mais adequadas à sua recém legalizada empresa.

Como abrir uma conta jurídica?

Para abrir uma conta PJ – Pessoa Jurídica – o MEI tinha apenas uma única opção até alguns anos atrás, que era a de escolher um dos bancos tradicionais para abrir uma conta corrente. Para abrir a sua conta jurídica MEI o empreendedor teria que separar e autenticar uma série de documentos, dirigindo-se a seguir à uma agência bancária da instituição escolhida.

Essa documentação a ser levada à agência bancária, normalmente é a seguinte:

  • CCMEI – Certificado de Condição de Microempreendedor Individual
  • Documento de identificação e CPF do MEI
  • Comprovante de residência do MEI
  • Comprovante de renda do MEI
  • Certidão negativa
  • Cópia da DASN-SIMEI

O MEI poderá ter a sua conta jurídica após recolher e autenticar, quando necessário, esses documentos; enfrentar o trajeto à uma agência, pegar uma senha, aguardar na fila, ser recebido por um funcionário do banco, que ainda irá avaliar, e poderá recusar a abertura de sua conta. Mas será que existe um jeito mais fácil? Agora existe!

Conta Digital PJ Simples

A Conta Digital PJ Simples é uma modalidade de conta jurídica do Conta Simples que é totalmente online. Não há agências, nem filas, nem complicações. Com a Conta Simples o MEI pode abrir a sua conta digital PJ em menos de 5 minutos pelo smartphone ou computador, sem taxas de inscrição, sem mensalidade ou qualquer outro tipo de taxa de manutenção.

Com uma conta digital, o MEI poderá realizar todas as suas operações financeiras direto do escritório ou de casa, pelo smartphone, desktop, tablet ou notebook, tendo um controle total de todas as suas movimentações em tempo real e contando ainda com um atendimento diferenciado pelo chat online.

Quer facilitar a sua vida profissional? Conte também com:

  • Zero de burocracia e perda de tempo
  • Controle da conta em tempo real pelo smartphone
  • O melhor da tecnologia a seu dispor e para a sua segurança
  • Melhores taxas de serviços

Quer saber como tudo isso é possível e quem pode oferecer uma conta digital?

O que são essas contas digitais?

Há alguns anos, surgiram startups que trabalham de forma legalizada como financeiras e que usam de todos os recursos tecnológicos atuais para oferecer contas de pagamento digitais que funcionam, em muitos aspectos, como as contas bancárias tradicionais.

Essas startups, chamadas de fintechs, passaram a ter um sucesso tão grande com as suas ofertas de contas digitais, que esse modelo passou a ser copiado pelos próprios bancos. Porém são raros os que disponibilizam realmente todos os serviços de forma online, pois ao contrário das fintechs, ainda estão comprometidos com o passado.

Com uma conta digital de um banco tradicional ainda é possível que o MEI se depare com algum serviço ou transação que exija a sua presença em uma agência bancária, além do que o internet banking ainda não oferece toda a liberdade que um MEI precisa em sua conta PJ e que as contas digitais já podem lhe proporcionar.

Então, se você é um Microempreendedor Individual, para que perder tempo com os bancos tradicionais? Tudo o que o seu negócio precisa ao alcance de suas mãos, em qualquer lugar, está em uma Conta Digital PJ Simples. Chega de complicação!

Deixe uma resposta