Por vezes a economia de um país dá uma rasteira nos seus habitantes. Daí, chegam os períodos difíceis. Muitos perdem o emprego e não conseguem outra oportunidade. Depois não conseguem pagar as aquisições que fizeram antes. Situação constrangedora. Como se reerguer?

Que conselho dar para quem tem o nome sujo?

Na linguagem popular, nós qualificamos como “nome sujo” a condição de quem está inadimplente com os compromissos financeiros que fez. Se esses compromissos foram contratados com empresas, essas inserem o número associado ao cadastro de pessoa física (CPF) em um banco de dados.

Como todas as outras empresas têm acesso a esse banco de dados, o inadimplente sofre resistência para obter benefícios financeiros futuros. O devedor enfrenta restrições para:

  • Conseguir empréstimo
  • Parcelar suas compras
  • Abrir conta jurídica em banco

O mais honesto dos conselhos para quem tem nome sujo é: pagar as dívidas. Deixar de experimentar o castigo que é ser alvo de desconfiança. De nada adianta fugir do problema, pois os juros do mercado brasileiro são muito altos. O montante a ser quitado fica cada vez maior. Procure seu credor sem demora e negocie uma maneira viável de consolidar o pagamento de tudo o que deve.

Quem tem nome sujo pode se tornar empreendedor?

Sim, pode ser uma alternativa. É claro que você precisa estar disposto a aprender o que é e como vive um microempreendedor individual (MEI). Também deve estar motivado a pesquisar o mercado, planejar a gestão da empresa e criar formas de atrair clientes.

Os empresários brasileiros de pequeno porte vêm recebendo mais apoio do que antes. Instituições como o Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) oferecem cursos de capacitação. São cursos nas modalidades online e presencial.

Por outro lado, ao se formalizar como MEI, você precisará abrir uma conta corrente de pessoa jurídica (PJ). Quando o capital da empresa é administrado em uma conta isolada da sua conta pessoal, o negócio tem mais chance de dar certo.

Porém, vamos supor que você ainda não conseguiu “limpar o seu nome”. Infelizmente muitos bancos solicitam uma prova de que você é um empresário confiável. Então, ao tentar abrir uma conta PJ em algum banco convencional, é bem provável que seu pedido não seja aprovado.

Conta digital para quem tem nome sujo

Bancos não são mais as únicas instituições onde se pode abrir conta corrente. Talvez seja a hora de você experimentar uma instituição de pagamento, mesmo estando com restrição no CPF.

Atualmente existem várias instituições de pagamento ou fintechs no mercado. A Conta Simples é uma delas. Nessa empresa, ainda que você esteja com o nome sujo, você consegue abrir uma conta corrente PJ. Essa conta é oferecida na modalidade digital.

As contas digitais, serviços prestados pelas fintechs, são uma inovação que traz dinamismo. Mas existe diferença entre essas empresas. Ao contrário de outras, a Conta Simples é especializada no atendimento a MEIs, pequenos empresários, profissionais autônomos e freelancers. As soluções financeiras que essa startup apresenta estão voltadas para esse setor do mercado.

A praticidade de uma conta digital PJ

A abertura de uma conta digital PJ é feita através da internet. Você não precisa ir a nenhuma agência. Nada de aguardar em fila para ser atendido. Para visualizar o saldo e o extrato desse tipo de conta, você também usa o computador ou o smartphone.

A grande vantagem nisso é que você administra o fluxo de caixa da empresa a partir de qualquer local. Usando o aplicativo para smartphone da Conta Simples, por exemplo, o empresário pode gerar boletos e efetuar transferências. Outro benefício muito importante: contas digitais não têm tarifa de manutenção.

Conta digital e o resgate do nome negativado

Pois é, uma economia boa ao deixar de pagar taxa de manutenção da conta digital PJ. Mais esperança para que você consiga saldar suas dívidas e seguir em paz com sua empresa.

Agora outro benefício para todo correntista PJ de conta digital: os valores cobrados para fazer operações de transferência são bem menores do que os dos bancos convencionais. Na Conta Simples, transferências entre contas digitais Conta Simples são inteiramente livres de cobrança de tarifa. Mais dinheiro a ser economizado.

Ao mesmo tempo, sobra mais tempo para você investir no seu negócio. Sim, porque você dispende menos de cinco minutos na abertura de uma conta digital. Diferentemente dos bancos convencionais, não há exigência de apresentação de documentos. Tudo rápido, desburocratizado, simples.

Conta digital com cartão de crédito corporativo pré-pago

Enfim, os dias em que você estava com pendências financeiras se foram. Agora que você é oficialmente um MEI, você quer mais que seu negócio decole.

Um cartão de crédito corporativo ajuda muito nesse objetivo. Ao se tornar correntista da Conta Simples, você solicita um cartão de crédito pré-pago.

O essencial é que esse cartão será muito útil nas aquisições da empresa. E também vai te deixar tranquilo, pois você não terá que esperar pela fatura. Por ser pré-pago, você deposita na conta digital uma quantia e mantém assegurado o pagamento das contas. Sem cobrança de anuidade, cartões digitais são perfeitos para empreendedores que desejam conter custos.

Vamos lá! Abra-se para a alternativa conta digital. Solução moderna, fácil, econômica, prática e eficaz para viabilizar negócios bem sucedidos.

Deixe uma resposta