Como um profissional autônomo faz para ter um CNPJ ?

No Brasil é muito comum encontrar profissionais que trabalham como autônomo  ou na informalidade, ou seja, sem registro. Ao identificar essa situação o governo tem criado incentivos para que essas pessoas formalizem o seu negócio reduzindo a burocracia e facilitando os processos de abertura de CNPJ.

O que é um MEI?

A categoria de Micro Empreendedor Individual é uma classificação de empresa criada para pessoas que trabalham sozinhas ou com até um funcionário, com faturamento máximo de 81mil reais por ano e não possuem participação como sócio(a) ou titular em outra empresa. Benefícios como esses fizeram com que uma grande quantidade de empresas MEI fossem abertas, totalizando mais de 8 milhões no Brasil, segundo o Sebrae.

Nesse artigo vamos explicar as vantagens de formalizar o seu negócio como Micro Empreendendor Individual (MEI) e também como é o processo de abertura de suamicroempresa.

Quais as Vantagens de se tornar um MEI?

Formalizar o seu negócio como Micro Empreendedor Individual (MEI) traz uma série de benefícios 

Credibilidade

A formalização do seu negócio em uma empresa individual aumenta a credibilidade da sua atuação frente aos clientes, em especial quando esse cliente for uma empresa. Isso pode fazer a diferença na hora de fechar um contrato ou negociar valores.

Acesso a uma conta PJ

Ao se tornar um  microempreendedor individual, você terá um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e dessa maneira poderá abrir uma conta PJ. Ter uma conta PJ é importante, pois assim você  separa as despesas pessoais das despesas corporativas. Caso queira saber mais da importância de fazer a separação das contas, acesse o nosso artigo sobre esse tema clicando aqui

Conta corrente PJ

A tomada de decisão para escolher a sua conta corporativa não deve ser feita de maneira impulsiva, é importante analisar se as alternativas analisadas possuem taxa de manutenção mensal, qual o custo da utilização dos serviços, como TED ou emissão de boleto, saber se a conta disponibiliza um cartão corporativo, se é possível realizar compras online com ele e se o mesmo possui anuidade. Outro fator importante para escolher são os canais de atendimento disponíveis e também o produto, se possui aplicativo e/ou internet banking. Conheça mais sobre o Conta Simples, conta profissional especializada em micro e pequenos negócios, basta acessar o nosso site aqui

Emissão de notas fiscais

Ao formalizar sua micro empresa individual, será possível emitir notas fiscais para  clientes. Dessa forma, a capacidade de atuação do seu negócio aumenta, uma vez que diversos clientes, especialmente empresas, exigem que seus fornecedores emitam nota fiscais de produtos ou serviços fornecidos.

Segurança jurídica

Ao formalizar o seu trabalho autônomo em uma micro empresa individual, você garante que todas as suas atividades estão dentro dos padrões exigidos pelo governo e pelos clientes. Dessa maneira, ao sair da informalidade seu negócio possui uma maior segurança jurídica. 

Possibilidade de contratação

Ao se tornar Microempreendedor Individual (MEI), é possível aumentar seu time fazendo a contratação de uma pessoa ou aumentar a possibilidade de trabalhos com a formalização.

Direito a benefícios previdenciários

Empreendedores que são MEIs possuem direito à aposentadoria, auxílio maternidade e auxílio doença.

Como fazer para se tornar um MEI?

Acima falamos das vantagens de se tornar um MEI. Agora vamos falar como fazer esse processo.

Para fazer o cadastro e adquirir um CNPJ como microempreendedor individual (MEI), é importante ter em mãos no momento do cadastro:

Dados da Pessoa Física:

    • RG
    • Título de Eleitor ou Declaração de Imposto de Renda
    • Contato
    • Endereço Residencial

Dados da Empresa

    • Tipo de atividade econômica
    • Forma de atuação
    • Local do negócio

Todo o processo de cadastro é realizado nono Portal de Serviços do Governo Federal. Para iniciar o cadastro, basta entrar link.

Após fazer o cadastro, basta acessar o Portal do Empreendedor-MEI e clicar no botão “Formalize-se” no canto superior direito da página, informe o CPF e sua senha para iniciar o processo.

Autorize que seus dados pessoais sejam utilizados pelo Portal do Empreendedor, informe o número do recibo da sua declaração de imposto de renda ou do título de eleitor. 

Será necessário informar o seu número de celular para receber, em seguida, um código que será enviado por SMS, o qual deverá ser inserido na plataforma. Após preencher todos os dados, basta conferir se todas as informações estão corretas, preencher as declarações solicitadas e concluir a inscrição.

Após concluir essa etapa seu cadastro será processado e sua microempresa individual será aberta e estará pronta para emitir notas fiscais, ter mais clientes e abrir uma conta para sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *