Para ser um empreendedor de sucesso é fundamental saber como separar despesas pessoais das contas da empresa. Fazer confusão entre umas e outras pode resultar no desequilíbrio financeiro da empresa. Principalmente para pequenos empreendedores, esse erro pode ser fatal.

As despesas pessoais são aquelas que não guardam nenhuma relação com a empresa. Isso significa que qualquer conta que não diga respeito ao objeto empresarial deve ser paga com verba externa. Usar o caixa da empresa para cumprir essas obrigações é um deslize que não pode ser cometido por profissionais responsáveis.

Isso porque a empresa possui suas próprias contas e obrigações, principalmente diante de terceiros. O dinheiro do caixa deve ser utilizado para arcar com essas despesas, estando sempre devidamente integralizado. Desviar dinheiro da empresa pode gerar a insolvência, ou seja, a incapacidade da empresa de pagar suas dívidas.

Apesar da importância de se separar despesas pessoais das contas da empresa, boa parte dos empresários não levam isso em conta. Isso explica o grande número de negócios que fecham suas portas com pouco tempo de existência. Você, como empresário, deve ser capaz de contornar essa realidade.

Por sorte, existem algumas dicas básicas para manter essa separação entre o que é pessoal e o que é da empresa. Descubra agora como separar despesas pessoais das contas da empresa:

1. Nada de tarefas domésticas realizadas pela empresa

A primeira dica é não misturar os deveres pessoais com os deveres típicos da empresa. Isso vale para grandes e pequenas empresas, principalmente as que são novas no mercado. Os recursos da empresa, como pessoal e equipamento, devem ser aplicados apenas para cumprir o objeto do empreendimento.

Pedir para um funcionário da empresa pagar uma conta pessoal empresário? Nem pensar. O grande problema é que boa parte dos empresários pensam que pequenos desvios não são capazes de afetar a sistemática empresarial. Mas podem! Isso pode acabar se transformando em uma bola de neve.

2. Contas bancárias separadas

Pode parecer contraintuitivo, mas ter duas contas bancárias, uma para a vida pessoal e outra para a vida empresarial, é uma ótima forma de separar despesas pessoais das contas da empresa. Isso porque será possível observar precisamente quanto do dinheiro recebido pertence a cada um desses planos.

Organizar tudo em uma única conta é possível, mas dá muito mais trabalho. Uma pequena distração e pronto, o empresário estará gastando um dinheiro que não deveria. A boa notícia é que agora empreendedores podem contar com contas bancárias gratuitas exclusivas para empresas, como a Conta Simples.

Além de facilitar a organização da vida empresarial, os titulares da Conta Simples recebem um cartão de crédito pré-pago sem taxas. Transferências entre contas também são gratuitas nesse modelo.

3. Definir data e volume de retirada

Todo empreendedor deseja aproveitar o lucro gerado pela empresa. Retirar capital da empresa é absolutamente normal, desde que a retirada seja responsável, com datas certas e valor previamente estabelecido. Esse valor recebe o nome de pró-labore, correspondendo à remuneração do empresário pelo seu trabalho.

Um dos grandes erros é definir o valor de acordo com a necessidade pessoal do empresário. Nesse modelo, quanto mais o empresário precisa, mais ele retira da empresa à título de pró-labore. O certo é estabelecer um valor padrão, independente das necessidades pessoais do empreendedor.

Vale a pena também retirar o capital apenas com base no lucro real da empresa. Dessa forma o empresário evita de prejudicar o equilíbrio do empreendimento. Essa retirada pode ser mensal ou trimestral e obedecer a uma porcentagem fixa sobre o lucro auferido. Dessa forma, quanto maior o lucro, maior o valor obtido pelo empresário.

4. Aprenda a analisar e organizar o caixa

A grande verdade é que muitos empreendedores não possuem conhecimentos específicos sobre gestão financeira. Esse é um problema da realidade brasileira, já que as escolas não contam com matérias de administração em sua grande de ensino. Os brasileiros, via de regra, não sabem administrar seu patrimônio.

Para conseguir separar despesas pessoais das contas da empresa é ideal que o empreendedor aprenda pelo menos o básico sobre fluxo de caixa. Existem diversos cursos sobre o assunto, muitos deles acessíveis de forma virtual. Não tem desculpa, é sentar e aprender como funcionam as regras do jogo.

Existem ainda softwares de gestão de fluxo de caixa, alguns deles gratuitos ou com custo acessível, que podem ser utilizados pelo empresário. Aplicativos para celular contribuem para a organização básica, como entrada e saída de capital. O registro também pode ser feito de forma analógica, por meio de livros contábeis.

5. Conhecer as vantagens oferecidas pelo banco

Os bancos tradicionais são a primeira opção para a maioria dos empreendedores. Ocorre que as vantagens de se manter contas com instituições bancárias são poucas em vista dos prejuízos. Isso pode acabar afetando o equilíbrio financeiro da empresa, uma vez que coloca em risco a saúde financeira do empresário.

Vale a pena conhecer alternativas aos serviços prestados pelos bancos. Atualmente empresários e microempresários têm ao seu alcance opções como a Conta Simples, que são isentas de custos de manutenção e serviços gratuitos, como transferências e cartão de crédito empresarial.

Vale a pena separar as despesas pessoais das contas da empresa?

Se você está pensando em abrir um negócio ou já está atuando no mercado, vale muito a pena separar as despesas pessoais das contas da empresa. Trata-se de um hábito fundamental para garantir o sucesso do empreendimento. Mais do que começar um empreendimento, é preciso saber como fazê-lo prosperar.

O equilíbrio financeiro da empresa, ou seja, a sua saúde financeira, deve estar sempre em pauta. A prioridade é fazer com que os números da empresa cresçam e não que eles diminuam. A regra é clara: para que uma empresa se mantenha, o fluxo de caixa deve ser positivo, como mais entrada do que saída.

Você, como empreendedor, deve ter clareza sobre o que é pessoal e o que é empresarial. Tenha isso sempre em mente e veja os resultados aparecendo. Comece agora mesmo a colocar essas dicas em prática. São hábitos e técnicas utilizadas pelos melhores empreendedores do mundo, pois funcionam de verdade.

Deixe uma resposta