10 empreendedores da nova geração para ficar de olho!

empreendedores da nova geração

Movidos pela vontade de mudar o mundo, os empreendedores da nova geração buscam identificar problemas e oportunidades, para investir na criação de negócios positivos para a sociedade.  

No artigo de hoje, você vai conhecer 10 histórias de jovens empreendedores que se arriscaram em busca de colocar suas ideias em prática, e abrirem o seu próprio negócio. Confira!

Zoë Póvoa – Ozllo

A primeira empreendedora da nova geração que vamos começar falar é sobre a Zoë Póvoa. Zoe é uma jovem de 24 anos e é formada em Administração de Empresas pelo Insper. Trabalhou na área de Gestão e Projetos da B2W Digital.

Em 2016, ela fundou a Ozllo, um marketplace de luxo que vende peças de grifes internacionais de segunda mão e peças de coleções passadas de marcas nacionais com até 80% de economia. Antes dos produtos serem comercializados, eles passam por uma curadoria para garantir o bom estado de conservação e também por uma avaliação de comprovação de autenticidade.

Zoe sempre esteve ligada ao mundo da moda, pois sua mãe tinha uma confecção. Ao entrar na faculdade, ela queria começar a ter uma fonte de renda, mas não podia trabalhar porque a faculdade era em período integral. Então, foi quando Zoe começou a vender suas próprias roupas pela internet. 

Depois de um tempo, as vendas das peças começaram a ser centralizadas em uma página do Instagram e suas amigas e conhecidas de amigas começaram a pedir para vender os itens delas também. Em pouco tempo, já estava fazendo vendas para fora de São Paulo.

Foi aí que a empreendedora decidiu criar um marketplace próprio para isso.

Henrique Calandra – WallJobs

 

Com o objetivo de descomplicar a entrada de jovens no mercado de trabalho, Henrique fundou a Wall Jobs, uma plataforma digital de anúncios de vagas de estágio e gerenciamento de processos seletivos. Henrique Calandra tem 30 anos e se formou em administração na ESPM.

A plataforma virtual é formada por milhares de vagas de emprego (principalmente estágios e trainees), atendimento exclusivo aos jovens universitários e recém-formados e relação constante com empresas renomadas. 

A WallJobs vem crescendo cada vez mais, alcançando milhares de jovens e realizando o sonho do tão desejado emprego de milhares de universitários. A Startup criada por universitários empregou mais de 5000 estudantes no mercado de trabalho e, atualmente, possui 300.000 usuários em seu site.

Daniel Ruhman – UmHelp

Daniel Ruhman, de 23 anos, fez engenharia da computação no Insper, e em janeiro de 2019 fundou a UmHelp

A UmHelp é um aplicativo de limpeza, onde você encontra diaristas verificadas e capacitadas para ajudar na limpeza da sua casa ou escritório. 

A startup tem como objetivo facilitar e otimizar na hora de contratar um serviço de limpeza. Por isso, no aplicativo você escolhe faxinas de 1h a 8h, escolhe a diarista, o dia e o horário, realiza o pagamento direto na plataforma e pronto. Eles também levam os produtos de limpeza que irão usar durante o serviço.

Nesse período de quarentena, os serviços da UmHelp não estão funcionando. Por isso, no Instagram, eles estão compartilhar dicas de limpeza para você manter sua faxina em dia.

Fabio Rodas e Bruna Vaz – Shopper

Bruna Vaz Negrão, de 25 anos, e Fábio Rodas Blanco, 26, fundaram a Shopper.com.br, uma plataforma que auxilia os usuários a planejarem e economizarem nas compras de supermercado. A startup entrega itens essenciais na casa das pessoas, como produtos de limpeza e higiene pessoal, a preços até 40% mais baratos que nos supermercados.

Bruna e Fábio se conheceram na faculdade, ela estudava administração e ele estudava economia no Insper. Quando perceberam que ir ao supermercado diversas vezes não era algo eficiente, começaram ir atrás de soluções para isso.

Eles se inspiraram no modelo Subscribe & Save (“Assine e Poupe”), da Amazon. Esse modelo permite programar as entregas de seus produtos favoritos e pagar até 15% menos. 

Em 2015, os dois fundaram a Shopper.com.br. A startup atende mais de 500 bairros da Grande São Paulo, como Jardins, Higienópolis, Vila Olímpia, Vila Mariana e até a região de Alphaville. 

No ano passado, a Startup recebeu um aporte de R$ 10 milhões em uma rodada de investimentos liderada por José Galló, ex-CEO da Lojas Renner. Outros nomes conhecidos do varejo também tiveram participação, como Juscelino Martins, do Grupo Martins, e Ariel Lambrecht, da Grow. 

Erik Santana – FestaLab

Depois de presenciar uma organização terrível em uma festa de aniversário, Erick começou a estudar mais sobre esse mercado de eventos e encontrou uma boa oportunidade de negócio.

Em 2017, Erik fundou a FestaLab, uma plataforma completa para ajudar quem quer organizar festas e eventos. O objetivo da empresa é oferecer em um só lugar os serviços e os produtos para organizar, produzir e divulgar eventos. 

Durante a quarentena, a FestaLab está trabalhando com convites e sites para festas e eventos virtuais.

João Miranda – Hash

João Miranda de 24 anos fundou a Hash, uma fintech especializada em soluções de pagamento customizadas. E neste ano, foi selecionado para integrar a edição 2020 da lista ‘Under 30’, da revista Forbes. 

Aos 17 anos, João deixou o curso de Ciência da Computação na USP (Universidade de São Paulo) para integrar a equipe inicial do Pagar.me. Lá, atuou como engenheiro de software e gerente de grandes contas.

Aos 21, fundou a Hash, plataforma white-label e plug-and-play que permite construir serviços de pagamentos com soluções financeiras personalizadas para empresas.

A Hash está presente em 15 mil estabelecimentos comerciais e com mais de R$ 13 milhões em rodadas de investimentos dos fundos Kaszek Ventures e Canary, a empresa é um agente de transformação da nova economia por oferecer novas oportunidades para empresas até então distantes do mercado financeiro, passem a competir e disputar novos  outros modelos de negócio.

Vinicius Freitas – LiveHere

Vinícius Freitas é um empreendedor de 24 anos, e quando precisou se mudar para Campinas para estudar na Unicamp, o jovem passou por vários empecilhos até definir onde iria morar. Com essa experiência, Vinicius fundou a LiveHere

A LiveHere é tem como objetivo proporcionar a melhor experiência universitária aos estudantes brasileiros por meio de conforto, segurança e qualidade. A plataforma online tem foco no aluguel de imóveis de forma simples e ágil, sem a necessidade de fiador, seguro-fiança ou cheque caução e com garantia de pagamento.

Hoje, a Livehere atua nas cidades de Campinas, São Carlos e Ribeirão Preto.

João Gabriel Alkmim e Lucas Lacerda – Vitta

Em 2014, João Gabriel Alkmin e Lucas Lacerda fundaram juntos a Vitta. A startup oferece tecnologias integradas para profissionais da área de saúde. 

O primeiro produto da startup foi uma ferramenta de prontuário eletrônico para médicos. A frente atende mais de 15 mil médicos em 25 estados brasileiros e tem como objetivo reduzir burocracias e permitir que eles passem mais tempo com seus pacientes.

Com o sucesso do primeiro produto, a startup lançou um software próprio de gestão de consultórios médicos. Hoje, o software de prontuário é utilizado pelo Hospital Albert Einstein, Fleury, Omint e várias outras das melhores clínicas e instituições de saúde brasileiras

Marcos Antônio Oliveira Jr – Fluke

Marcos é um daqueles jovens inquietos e que faz acontecer, ainda durante o curso de Engenharia de Produção da USP, teve a ideia com outros colegas universitários de solucionar um problema recorrente de milhões de brasileiros: o acesso a serviços de telefonias a um baixo custo, com excelente experiência do usuário e atendimento humano e de qualidade. A Fluke foi fundada em 2017.

O público que eles estão focando inicialmente são os jovens universitários, que precisam de flexibilidade na hora de contratar pacotes e serviços de telefonia. A cidade escolhida para instalar a base da empresa, foi São Carlos, polo universitário que possui milhares de jovens universitário. 

A startup já atraiu diversos investidores e já vem fazendo barulho no interior de São Paulo. Não é por menos, o marketing da jovem startup está dando de 10 a 0 nas grandes operadoras.

Carolina da Costa – Gal (antiga LaPag)

A Carolina da Costa, fundadora da Gal (que antes se chamava LaPag), é uma daquelas empreendedores que vale ficar de olho. Sem dinheiro para começar a LaPag, ela juntou dinheiro vendendo brigadeiro ainda na faculdade e quando conseguiu a quantia necessária, junto com o Marcelo Prado, seu braço direito de tecnologia, fundou a LaPag. 

Durante dois anos a LaPag atuou apenas como uma solução de pagamento para salões de beleza, facilitando o processo de repasse para os profissionais de beleza, simplificando o pagamento e gestão dos empresários. Chegou a mais de 1500 clientes nesse segmento, quando percebeu que poderia ir além da solução de pagamento, “pivotando” o negócio para o que hoje é Gal.

A Gal é uma solução completa para os salões de beleza e estúdios de tatuagem, oferecendo além da solução financeira LaPag, toda uma inteligência de marketing, padronização de processos, branding e treinamento para todos os profissionais. Carolina da Costa já atraiu investimentos milionários para seu negócio.

Leia também: 10 profissionais de marketing digital para você seguir nas redes sociais

Banner para abrir uma conta digital PJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *