10 dicas para empreendedores iniciantes

Confira algumas dicas essenciais para empreendedores iniciantes e saiba como lidar com os desafios do dia a dia de quem empreende no Brasil.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
banner do material Fever Play

No Brasil, cada vez mais pessoas estão começando o próprio negócio, com o objetivo de conquistar a tão sonhada independência financeira.

O grande problema é que a maioria dos empreendedores iniciantes ficam perdidos, sem saber como funcionam as regras do jogo empresarial. Assim, não é de se surpreender que boa parte dos empreendimentos fechem as portas com pouco tempo de funcionamento.

Para ajudar quem está começando, o Simplifica separou algumas dicas valiosas para empreendedores iniciantes e que podem ajudar um negócio a decolar e atingir diferentes patamares.

Pronto para conferir?

10 dicas para empreendedores iniciantes

Mulher vestida de blusa verde colocando em prática dicas para empreendedores iniciantes
  1. Escolha bem o nicho de atuação

    Essa dica é fundamental se você está começando agora e ainda não definiu o seu nicho de atuação, ou seja, qual será a sua atividade empresarial. Essa escolha influenciará muito o futuro do negócio, pois trará diversas consequências.

    Não existe segmento ou atividade empresarial melhor. O que existem são ramos empresariais que valem a pena investir e outros que não valem tanto assim. Fazer uma boa pesquisa de mercado antes de escolher é importante. Se estiver em dúvida, opte sempre pelo ramo empresarial com o qual você tem mais afinidade.

  2. Tenha compromisso com prazos e metas

    É verdade que trabalhar por conta própria, sendo dono do próprio negócio, permite uma grande flexibilidade. Dependendo da área, é possível trabalhar até mesmo de casa.

    Mas, é importante entender que, para se ter um negócio, é preciso também ter disciplina, com prazos e metas bem estabelecidos.

    Assim que um empreendedor inicia suas atividades, passa a criar responsabilidades que envolvem terceiros. Por isso, é crucial manter um cronograma e ritmo de trabalho, de modo a cumprir a agenda dentro do prazo e não perder compromissos.

  3. Crie laços profissionais

    Essa é uma daquelas dicas que deve ser seguida à risca. Existe uma grande diferença entre laços pessoais e familiares e laços profissionais. Para atuar no mercado, é preciso que o empreendedor firme parcerias profissionais com outros empreendedores e que essas relações sejam desenvolvidas com consistência.

    Um dos grandes erros de empreendedores em início de carreira é pensar que todas as outras empresas do mercado são concorrentes. Um bom empreendedor sabe tirar o máximo de proveito de outros players do mercado e cria laços profissionais com parceiros que o ajudam a chegar mais longe.

  4. Não tenha medo de investir

    Empreender e investir são quase sinônimos. Entrar no mercado empresarial sem a coragem para investir em novas oportunidades pode ser fatal. A grande verdade é que nesse ramo, principalmente quando se trata de pequenos empreendedores, só sobrevivem aqueles que sabem a hora certa de investir.

  5. Separa o dinheiro pessoal do dinheiro da empresa

    Dentre as dicas para empreendedores iniciantes, a que mais se relaciona ao equilíbrio financeiro da empresa é a de separar o que é pessoal do que é da empresa. Nada de pagar despesas pessoais com dinheiro da empresa! Essa prática pode resultar na falência do empreendimento.

    É importante manter contas separadas e ter bom senso na hora de retirar dinheiro do caixa da empresa. Nos momentos de crise, é que o empreendedor se dá conta da importância de ter o capital da empresa devidamente integralizado.

    Leia mais: 7 dicas de finanças para empreendedores

  6. Mantenha registros do caixa

    Para não perder o controle sobre a saúde do empreendimento, é sempre conveniente manter registros sobre o fluxo de caixa. Ou seja, registrar tudo que está entrando e saindo do caixa do negócio. Essa documentação pode ser feita tanto de forma analógica, por meio de livros físicos, quanto digital, por meio de planilhas eletrônicas.

    Ter um registro detalhado permite saber qual foi o crescimento ou queda dos lucros, quais os segmentos mais deficientes dentro da empresa, quais produtos estão sendo mais vendidos e quais não estão dando retorno. Sem falar que para casos futuros de consulta os registros são bem eficientes, inclusive como meio de prova para alguma questão jurídica ou até mesmo uma auditoria financeira.

  7. Abuse da criatividade

    Se você está começando agora no empreendedorismo, saiba que é o melhor momento para colocar em prática todas as suas ideias criativas. Fuja do tradicional e faça diferente dos outros players que já atuam no mercado. Criatividade nem sempre significa oferecer algo novo. Muitas vezes significa fazer de uma forma diferente algo que todos já estão fazendo.

    A criatividade é o motor que leva novos empreendedores ao topo do mercado. Isso porque os consumidores estão procurando cada vez mais por produtos e serviços diferenciados, que inovem ao máximo. Você, como empreendedor, deverá ser capaz de entender essa demanda cada vez mais.

  8. Esteja disposto a correr riscos

    Nas dicas anteriores, você deve ter percebido que existe uma grande necessidade de ser criativo e de não ter medo de investir quando o assunto é empreender, certo? Isso implica nessa dica: corra riscos. Muitos empreendedores iniciantes deixam de alcançar grandes resultados por não aceitarem os riscos inerentes ao negócio. Abrace os riscos, e eles não serão mais um problema.

  9. Atue com excelência

    Seja lá qual for a sua atividade empresarial, ofereça sempre o seu melhor. Trabalhe com o objetivo de alcançar a excelência nas etapas da vida empresarial. Isso vai impulsionar os negócios e dar aquela sensação de dever cumprido no fim do dia.

    Leia mais: Hub de Conteúdo do universo das startups

  10. Conte com ferramentas que facilitem a sua vida

    Nada melhor do que poder contar com ferramentas que facilitam as atividades do dia a dia, tanto na área financeira, de marketing, vendas ou atendimento.

    A Conta Simples, por exemplo, agrega diversas funcionalidades em sua plataforma permitindo uma gestão financeira mais inteligente e estratégica e que ajuda a potencializar os negócios.

    Além de oferecer múltiplos cartões corporativos, ela traz mais organização e visibilidade para os gastos com a possibilidade de criação de centros de custo, perfis diferentes de usuários e a vantagem de poder anexar os comprovantes das transações financeiras para facilitar a conciliação bancária.

    Tudo isso em um único lugar e na palma da mão para acompanhar tudo de perto.

    E você? Está pronto para colocar essas dicas para empreendedores iniciantes em prática? Lembre-se sempre de torná-las um hábito e ver que os resultados vão aparecendo dia após dia.

Texto atualizado, publicado originalmente em 11 de janeiro de 2018.

Maria Luiza Precioso
Maria Luiza Precioso
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada em Letras pelo CEFET-MG e tem um MBA em Comunicação e Marketing Digital pela Estácio e um MBA em Jornalismo pela Facuminas. Trabalha com Marketing Digital desde 2018.
Maria Luiza Precioso
Maria Luiza Precioso
Especialista em Conteúdo na Conta Simples, é formada em Letras pelo CEFET-MG e tem um MBA em Comunicação e Marketing Digital pela Estácio e um MBA em Jornalismo pela Facuminas. Trabalha com Marketing Digital desde 2018.
Não sabe como usar os cartões corporativos no seu negócio?

Confira agora como os múltiplos cartões
ajudam no controle das despesas!